Rio Branco, Acre,


Escritor de livros folclóricos transforma lendas do Acre em bonecos de pelúcia

Projeto do artista Enilson Amorim ainda está em fase experimental e deve ser apresentado em outubro

Aproximar as crianças acreanas ao folclore local. Esse é o intuito do artista Enilson Amorim ao transformar seres lendários da floresta amazônica em bonecos de pelúcia. O primeiro a ganhar forma foi o Mapinguari, com sua pelagem vermelha e sua grande boca na barriga. Em breve, será a vez do Curupira, Boto Rosa, Mãe da Mata e Uirapuru.

O projeto ainda está em fase experimental e não tem data de lançamento. Porém, a meninada será apresentada aos modelos dos bonecos possivelmente em 12 de outubro, Dia das Crianças, na Biblioteca Pública, no lançamento da terceira edição de um livro infantil de autoria do próprio Amorim, que também é escritor e chargista.

PUBLICIDADE

Os bonecos terão aproximadamente meio metro de tamanho e são feitos artesanalmente. Enilson desenha os moldes e os encaminha para a sogra, Terezinha Pereira, que costura o material. Um pequeno espaço é deixado aberto para preenchimento com a pelúcia que dá volume às lendas da floresta. A ideia, futuramente, é produzir em série e comercializar.

Mapinguari saiu dos livros e do imaginário popular e virou boneco / Foto: Reprodução Facebook

“Esse trabalho é importante para as crianças terem mais acesso à cultura popular local. Ainda é um projeto pessoal e muito inicial, não possuímos nenhuma ligação com entidades culturais em termos de apoio”, esclareceu o Amorim.

Na semana passada, ele publicou uma imagem do Mapinguari de pelúcia no seu perfil no Facebook e foi bastante elogiado pelo trabalho.

Enilson é autor de cinco livros infantis com temáticas no folclore amazônico. Ele publicou pela editora da Universidade Federal do Acre (Ufac) “Abelardo e o Curupira”, “Clarinha e o Boto”, “A Lenda da Cobra Grande”, “O Canto do Uirapuru” e “Mapinguari: A Lenda”.

Este último ganhará no dia 12 de outubro a terceira edição. A obra foi redesenhada e contou com impressão de melhor qualidade por meio de um projeto aprovado no Fundo Municipal de Cultura, da prefeitura de Rio Branco.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up