Rio Branco, Acre,


Governo assina ordem de serviço para pavimentação do entorno de escolas em municípios

Segundo o secretário de Infraestrutura, Ítalo Medeiros, cada obra poderá gerar até 30 novas vagas de emprego

Com um investimento total de mais de três milhões, o governo do Acre assinou nesta terça-feira, 8, mais uma ordem de serviço para pavimentação do entorno e do acesso a escolas localizadas na zona rural. Os municípios beneficiados foram Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari, Porto Acre e Sena Madureira.

O objetivo é garantir acessibilidade aos alunos e profissionais de educação, trânsito seguro, bem sinalizado e evitar, ainda, transtornos causados pela lama ou poeira, nas épocas de chuva e verão.

PUBLICIDADE

“Essa intervenção pode até ser irrelevante e não representar nada para muitos, mas para aquele aluno que enfrenta sol e chuva, para o morador que mora ali perto, representa dignidade, acessibilidade e a garantia de chegar limpo dentro da sala de aula. A ideia é levar o mesmo serviço a escolas indígenas”, enfatizou o governador, Gladson Cameli, durante solenidade de assinatura da ordem de serviço.

Ao todo, 12 escolas receberão melhorias com a pavimentação em tijolos, sinalização viária, construção de lombadas, paradas de ônibus, calçadas e um pórtico de entrada com área de acesso e paisagismo. “Essa semana nós fomos visitar uma escola de zona rural, a 30 quilômetros do município do Bujari. Encontramos lá a empresa já trabalhando na pavimentação de tijolos e melhorando a entrada de acesso. De longe deu pra perceber a diferença de ambiente. A escola é o ambiente mais sagrado para a educação e durante a gestão de Gladson Cameli podemos ver os investimentos que garantem a continuidade de um bom serviço aos nosso 149 mil alunos em todo o estado”, disse o secretário estadual de Educação, Mauro Sérgio Cruz.

Um dos pedidos feitos pelo governador aos representantes das empresas licitadas durante a solenidade para assinatura dos convênios, foi a contratação de mão de obra local para a execução dos serviços. Segundo o secretário de Infraestrutura, Ítalo Medeiros, cada obra poderá gerar até 30 novas vagas de emprego, o que garante renda ao morador de zona rural e fortalece também a economia local.

“Estamos num período difícil gerado pela pandemia e queremos reacender a nossa economia com a contratação de empresas locais para a execução de obras públicas. Do ponto de vista econômico, estaremos direta e indiretamente fortalecendo a indústria da mineração, indústria madeireira, o homem do campo e a geração de empregos com a contratação de mão de obra local. Os benefícios para quem é morador da região são vários, e é um esforço que o governo vem fazendo pra trazer a esse povo um pouco mais de dignidade. Nosso objetivo é alcançar com o mesmo serviço em torno de 50 escolas, em todo o estado”, finalizou, Ítalo Medeiros.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up