Rio Branco, Acre,


Jesus Sérgio reforça posicionamento contra redução do auxílio emergencial

O deputado apresentou outra emenda que tem o objetivo de aumentar o número de beneficiados do auxílio emergencial

O deputado federal Jesus Sérgio (PDT) apresentou nesta quinta-feira (10) três emendas à Medida Provisória (MP) 1000/2020, que institui o auxílio emergencial residual até dezembro deste ano, no valor de R$ 300. As emendas do deputado visam manter o valor de R$ 600, por parcela, ao trabalhador beneficiário do auxílio emergencial, e R$ 1.200, para a mãe chefe de família.

Além disso, o deputado apresentou outra emenda que tem o objetivo de aumentar o número de beneficiados do auxílio emergencial, e retira do texto o trecho onde fala que só receberá o auxílio o trabalhador que tiver recebido rendimentos abaixo de R$ 28 mil, no ano de 2019. A finalidade da emenda é corrigir uma injustiça contra quem em 2019 tinha emprego, mas com o advento da pandemia perdeu seu posto de trabalho em 2020, e sua renda hoje necessita dessa proteção social.

PUBLICIDADE

E, além de apresentar emendas à MP 1000/2020, Jesus Sérgio também enviou esta semana requerimentos ao Ministério da Economia e ao Ministério da Cidadania, para reforçar o pedido da manutenção dos atuais valores do auxílio emergencial.

“A crise na economia ainda não passou. Ainda temos um número alto de desempregados, e por isso, é necessário que o governo mantenha os valores atuais do auxílio emergencial. Diminuir o valor só aumenta os danos causados pela pandemia na economia. E já adianto o meu posicionamento na votação desta Medida Provisória, sou contra diminuir o valor do auxílio para R$ 300”, afirmou o deputado Jesus Sérgio.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up