Rio Branco, Acre,


Ministro Ernesto Araújo diz ter parentesco distante com Plácido de Castro

Avô do diplomata era primo do militar que liderou a chamada Revolução Acreana

No Acre para reuniões sobre a integração com o Peru, o ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo disse, nesta sexta-feira (25), na Biblioteca Pública, que tem parentesco distante com José Plácido de Castro, líder da última fase da chamada Revolução Acreana.

O avô do diplomata, Lutero de Castro Araújo, seria primo do gaúcho que lutou contra bolivianos no sangrento processo de anexação do Acre ao Brasil, no início do século passado. Naquela época, Lutero era vereador em Porto Alegre.

PUBLICIDADE

“Cresci ouvindo meu pai contar as histórias que ouviu do pai dele. Por esse motivo, é uma felicidade muito grande estar no Acre”.

O diplomata lembrou também que o nome da capital acreana é uma homenagem ao patrono da diplomacia brasileira, o Barão do Rio Branco, responsável pelos acordos que tornaram o Acre território do Brasil, definindo as fronteiras do país tal qual é hoje.

“É emocionante pra mim estar aqui em Rio Branco por conta dessa convergência do patrono da nossa diplomacia, da qual eu me honro de participar, e ao mesmo tempo essa relação de família com um dos heróis do Acre”.

De acordo com Araújo, o estado simboliza a união da diplomacia com o trabalho e o espírito de luta do povo brasileiro.

(Foto: Marcelo Camargo)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up