Rio Branco, Acre,


“Não tem razão”, diz CBF de reclamação do São Paulo sobre agressão de Jô

"O fato não caracterizou ação com força excessiva ou brutalidade, para justificar a expulsão do jogador", analisou a entidade

A ouvidoria de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) concluiu que o São Paulo “não tem razão” na reclamação que fez sobre o jogo contra o Corinthians, no último domingo (30/8). O tricolor contestou, por meio de um ofício enviado à entidade, a falta da expulsão de Jô por suposta agressão ao zagueiro Diego Costa.

“O fato não caracterizou ação com força excessiva ou brutalidade, para justificar a expulsão do jogador. Desse modo, apesar da atuação do VAR não haver sido a mais correta tecnicamente, ainda que ele houvesse apurado o outro fato, chegaria à mesma conclusão, ou seja, a de que não teria havido fato para justificar cartão vermelho, como o fez, mas relativamente ao lance efetivamente checado”, consta o documento da CBF.

Durante o jogo, o atacante do Corinthians deu um soco nas costas do defensor do São Paulo, que denunciou a ação para o árbitro. O VAR analisou as imagens da agressão, mas não houve a expulsão. A CBF falou sobre a reclamação do tricolor:

PUBLICIDADE

“O Reclamante oferece esta Reclamação alegando que seu atleta Diego sofreu agressão física com um murro desferido pelo jogador adversário, Sr. Jô, que lhe causou indignação, sobretudo porque a ação foi ‘ignorada e protegida’ pela equipe de arbitragem, além de lhe haver dado prejuízo, pois o jogador agressor deveria ter sido expulso”.

Sobre essa acusação da ação de Jô ter sido “ignorada e protegida”, a entidade disse que “a ação do jogador do Corinthians deve ser censurada, por ferir, inegavelmente, a ética e o respeito que deve haver entre atletas, sobremodo profissionais.” E afirmou: “A sem-razão do Reclamante, todavia e primeiramente, está em que a equipe de arbitragem nem ‘ignorou’ nem, principalmente, ‘protegeu’ a indevida ação do jogador do Corinthians.”

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up