Rio Branco, Acre,


Operação descobre fraude milionária em benefícios previdenciários do INSS

Organização criminosa contava com participação de servidor do INSS e policial militar para fraudar os benefícios

A força-tarefa Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Economia deflagrou na manhã desta segunda-feira (21/9) a operação Urbsluzia, para apurar uma fraude milionária em benefícios previdenciários no Piauí e no Maranhão.

Durante a ação, foi determinada a instalação de tornozeleira eletrônica rastreável em sete investigados, acusados de integrar esquema criminoso que fraudava benefícios de pensão por morte e salário-maternidade.

PUBLICIDADE

Entre os investigados, está um servidor do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). O funcionário público também será afastado das funções por determinação judicial, de acordo com informações do Ministério da Economia.

Além disso, o juízo da 1ª Vara Federal em São Luís (MA) determinou o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão contra a organização criminosa, além de outras medidas restritivas de direitos.

As investigações identificaram que o grupo era especializado em inserir dados falsos nos sistemas previdenciários para obtenção dos benefícios.

O prejuízo foi estimado em R$ 1,8 milhão, podendo a chegar a R$ 4,2 milhões caso não fosse descoberto.

“Os supostos segurados eram cooptados por familiares do servidor e também contavam com apoio de um policial militar para dar segurança no momento dos saques, em espécie, dos benefícios junto à rede bancária”, explicou a pasta.

Após a análise dos documentos apreendidos, poderão ser identificados outros benefícios previdenciários a serem avaliados pela força-tarefa, resultando em cifras ainda maiores.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up