Rio Branco, Acre,


Prejudicados por demora no cadastro receberão menos parcelas do auxílio

Governo esclareceu que pagamento será feito apenas até dezembro deste ano, independentemente do número de cotas já recebidas

Ogoverno do presidente Jair Bolsonaro prorrogou o auxílio emergencial por mais quatro parcelas – reduzidas para R$ 300 –, mas nem todos que têm direito ao benefício receberão a ajuda financeira.

O governo confirmou que pagará o benefício apenas até dezembro deste ano, um total de nove parcelas. Dessa maneira, quem começou a receber a renda emergencial tardiamente não ganhará o restante.

PUBLICIDADE

Assim, o trabalhador que recebe a quinta parcela em dezembro, por exemplo, no valor de R$ 600, não terá direito às outras quatro parcelas de R$ 300 anunciadas por Bolsonaro.

A informação, confirmada pelo Metrópoles junto ao Ministério da Cidadania, consta da medida provisória (MP) que autorizou a prorrogação do auxílio, publicada na quinta-feira (3/9).

“O auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas”, diz o § 2º do artigo 1º do texto (leia aqui).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up