Rio Branco, Acre,


Secretário nega, mas documentos provam que Prefeitura de Sena não deposita FGTS

Ação de servidores na Vara do Trabalho também são referentes a atual gestão

O secretário de Administração da Prefeitura de Sena Madureira, Getulião Saraiva, disse em entrevista concedida a um site de notícias nesta segunda-feira (14) que a gestão municipal está em dias com o pagamento do FGTS dos servidores, e que os bloqueios judiciais, são oriundos de dívidas de administrações passadas.

O secretário disse ainda que “nossa gestão não tem nenhuma dívida de FGTS. A atual gestão reafirma que recolhe todos os FGTS’s. Temos a Certidão de Regularidade da Caixa e o município não tem nenhum tipo de impedimento junto à Caixa”, garante Saraiva.

PUBLICIDADE

Porém, nossa reportagem teve acesso com exclusividade a documentos importantes que nos ajudam a esclarecer essa turbulência pela qual passa a prefeitura. Um deles, mostra que dos valores que a Justiça determinou o sequestro, é oriunda de ações de servidores da prefeitura junto a Vara do Trabalho, de períodos que não foram feitos depósitos na conta do FGTS, que inclusive também é referente a gestão do atual prefeito.

Um outro documento, um extrato de conta do FGTS junto a Caixa Econômica, mostra que nos últimos 2 anos, Agosto de 2018 a Agosto de 2020, a Prefeitura realizou apenas 7 depósitos, sendo 5 deles do ano de 2011, 1 de 2017 e 1 de 2020. Ou seja, desses 7 depósitos, apenas 2 são do período de Administração do atual Prefeito.

É importante esclarecer, que se a prefeitura municipal estivesse cumprindo regularmente com os depósitos, não haveria motivos para que os servidores buscassem a Justiça para ter seus direitos garantidos e, consequentemente, a Vara do Trabalho não estaria dando ganho de causa aos servidores, onde a maioria deles já têm várias ações ganhas, e que estão todas em fase de pagamento pela própria Justiça.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up