Rio Branco, Acre,


Acusados pela execução de adolescente são condenados a mais de 50 anos

Daniel Andrade Lira, de 15 anos, foi executado a tiros no Ramal do Mutum em 27 de janeiro do ano passado

Três dos quatro réus denunciados pela morte do adolescente Daniel Andrade Lira, de 15 anos, foram condenados a mais de 50 anos de prisão. O julgamento ocorreu nesta segunda-feira (26) na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Marco Antônio Arsênio do Nascimento, o ‘Chacal’, foi sentenciado a 20 anos, Frankli Dourado do Nascimento, o ‘Lorinho’, que confessou participação no crime, recebeu pena de 15 anos e Alexander Muniz de Carvalho foi condenado a 16 anos.

PUBLICIDADE

Já Matheus Yohan Nascimento da Rocha, motorista de aplicativo, foi absolvido.

Na mesma decisão, a juíza Luana Campos negou aos réus o direito de recorrer da sentença em liberdade. Ao final da sessão, o advogado Armisson Lee Linhares, que atuou na defesa de ‘Chacal’, disse que vai recorrer da decisão.

O caso

O adolescente Daniel Andrade Lira, de 15 anos, foi executado a tiros no Ramal do Mutum em 27 de janeiro do ano passado.

A vitima foi seqüestrada, julgada e sentenciada à morte pelo “Tribunal do Crime”, que suspeitava que Daniel agisse como uma espécie de X-9 à polícia, repassando informações.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up