25.3 C
Rio Branco
1 agosto 2021 9:28 pm

Desvios de recursos na Aleac causaram prejuízo de R$ 30 milhões aos cofres, diz PF

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O superintendente da Polícia Federal no Acre, Érico Barbosa Alves, disse na manhã desta quinta-feira (29), durante coletiva de imprensa para apresentar os resultados da Operação Dirty Safe, deflagrada na Assembleia Legislativa do Acre, que o prejuízo aos cofres é de R$ 30 milhões.

Entenda: Em operação, PF cumpre mandados de prisão contra 2 deputados estaduais no AC

A PF investiga desvios de recursos em contratos e esquema de “rachadinha” na Aleac.

“Crimes graves de corrupção, que atingem diretamente a população. O nosso foco é apurar esses envolvendo desvios e rachadinha”, explicou o superintendente.

São três parlamentares envolvidos direta e indiretamente nas investigações, além de um assessor parlamentar.

Érico destacou que os envolvidos não são acusados, mas estão sendo investigados pela polícia.

Veja ainda: Esquema investigado pela PF tem lavagem de dinheiro, desvio de recursos e servidores fantasmas

A polícia realizou buscas na Aleac, bem como nas residências de pessoas investigadas no esquema. Os fatos evidenciam a materialidade dos crimes de corrupção passiva e ativa e ainda, possivelmente, formação de organização criminosa, crimes punidos com penas superiores a 4 anos, além do delito de lavagem de dinheiro.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.