33.3 C
Rio Branco
24 julho, 2021 5:36 pm

Primo de Minoru já havia sido alvo de tentativa de homicídio meses antes

POR LEANDRO CHAVES, DO CONTILNET

A Polícia Civil afirmou que Levi Freitas de Andrade, de 38 anos, que foi assassinado na tarde desta quinta-feira (22), em Rio Branco, já havia sido alvo de tentativa de homicídio meses atrás.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ricardo Casas, o homem não chegou a ser alvejado da primeira vez porque pulou um muro. Na época, ele registrou um boletim de ocorrência.

Desta vez, Andrade não teve a mesma sorte e morreu com tiros pelo corpo após ser abordado por criminosos dentro de um veículo enquanto tomava tereré na frente de casa.

Levi era primo do candidato a prefeito da capital, Minoru Kinpara (PSDB), e um dos mobilizadores da campanha de rua do tucano.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga possível participação de facções no crime, embora não haja informações de que o homem integrava algum grupo.

Segundo a polícia, o bairro onde Levi morava passou para o domínio de outra facção. Ele era presidente da comunidade. Os agentes trabalham com a hipótese de que isso poderia ter repercutido de alguma forma contra a vítima.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.