Rio Branco, Acre,


Bittar diz que não houve racismo no assassinato de homem negro no Carrefour

Senador criticou mídia e ONGs: "querem colocar uns contra os outros permanentemente"

O senador Márcio Bittar (MDB) contestou cunho racista no assassinato de João Alberto, de 40 anos, no Carrefour, em Porto Alegre, por dois seguranças do empreendimento. Em vídeo gravado neste domingo para as redes sociais, o emedebista criticou a imprensa e organizações não-governamentais por suposta conotação racial no crime que chocou o país.

“É mais uma ferramenta daqueles que querem colocar uns contra os outros permanentemente”, disse.

PUBLICIDADE

Assista:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up