19.3 C
Rio Branco
22 junho, 2021 6:57 am

Filho de Maradona luta contra a Covid-19 e não vai ao velório

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Diego Armando Maradonamorreu, nesta quarta-feira, na sequência de uma insuficiência cardíaca aguda.

Dias difíceis para um família que também acompanha o drama do filho Diego Armando Maradona Junior, filho de El Pibe, que há vinte dias, luta contra a Covid-19 sendo que o seu estado se agravou nos últimos dias, tornando-se necessáriointerna-lo no hospital Cotugno, em Nápoles.

Pela televisão Maradona Júnior soube da notícia do óbito do seu pai. Por conta da pandemia, os dois não se viam há alguns meses: o pai de Maradona nem tinha conseguido sequer conhecer a sua segunda neta, Índia, nascida há um ano.

“Vocês podem imaginar como estou, como me sinto”, disse Diego Jr. à imprensa, em declarações reproduzidas pelo diário Corriere dello Sport. A primeira reação foi deixar o hospital e voar para a Argentina, onde o pai deu o último suspiro. “Quis ir-me embora e tentei sair. Disse logo: ‘Tenho que correr para os braços do meu pai”. Mas os exames mostraram persistência de pneumonia intersticial bilateral e até há poucos dias o jogador de 34 anos respirava graças a um ventilador.

“O primeiro pensamento foi ir embora imediatamente mas os meus pulmões não aguentariam no avião: saí do hospital mas vou esperar alguns dias antes de lhe dar o último beijo”, explicou Diego Armando MaradonaJr.. Nas redes sociais houve também uma dedicatória ao pai: “O capitão do meu coração nunca morrerá”, escreveu no Instagram.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.