Rio Branco, Acre,


Rumo à Manacapuru: O ‘gabinete do ódio’ assegurou as principais suítes da ‘Balsa 2020’

Resultado das eleições em todo o país mostrou um eleitor que optou pela experiência

A balsa do ódio
A balsa está ancorada na Gameleira e tem como candidatos majoritários, dois que pregaram discursos impactantes durante toda a campanha. As principais suítes estão reservadas para a turma do “gabinete do ódio”. O resultado das eleições em todo o país mostrou um eleitor que, em tempo de pandemia, optou pela experiência e abominou o radicalismo.

Segundo Turno
Na Capital, o recall eleitoral nunca foi tão favorável para o candidato progressista, Tião Bocalom. Coloca-se nessa análise ainda, um antipetismo absoluto, nunca antes visto e que foi fundamental na hora de o eleitor decidir em quem votar.

Baixada
O favoritismo de Tião Bocalom na região da Baixada da Sobral foi surpreendente. Exatamente na regional onde mora um dos coordenadores de campanha de Socorro Neri, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Ney Amorim. Ney, aliás, atuou nesse primeiro turno como o Neymar na Seleção Brasileira, pipocando. Mas, não se deve atribuir a ele a rejeição ao 40.

Crescimento
Socorro Neri teve um crescimento considerável na última semana de campanha quando, colou em definitivo a imagem do governador ao lado dela. Foi tarde! o chamado deadline, que tanto se ouve falar no jornalismo, vale também para uma campanha eleitoral. Fica a dica para o segundo turno.

Abstenção
O número histórico de abstenção foi o maior desde 1996. Segundo dados do TSE foi o maior índice nos últimos 20 anos. Em 2016 o índice foi de 17,6% e em 2012, 16,9% em todo o Brasil.

Brancos e nulos
Somados os votos brancos e nulos, somente em Rio Branco, ultrapassaram os 10 mil votos. Um total de 5.939 eleitores saíram de casa para anular a sua escolha no processo eleitoral. Outros 3.368 foram as urnas, mas, votaram em branco. Um duro recado à democracia.

Quem fez partido
O deputado estadual Tchê é um dos parlamentares que saiu fortalecido nas eleições deste ano. Elegeu a vereadora mais votada, Dra. Michelle Melo (3.576 votos), e ainda assegurou mais duas cadeiras na Câmara Municipal.

Tarauacá
A candidata do PDT à Prefeitura de Tarauacá, terra do abacaxi grande, Maria Lucinéia, foi eleita com 29,42% dos votos válidos. Neia é esposa do deputado federal Jesus Sérgio. Uma eleição silenciosa, com estratégia correta em uma cidade que respira política 24 horas por dia.

Mapa político
O governador Gladson Cameli saiu vitorioso nas cidades de Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Feijó, Senador Guiomard, Porto Acre, onde, ele colocou a cara na telinha e defendeu os candidatos vitoriosos. Disputa em Rio Branco um segundo turno com Socorro Neri em um cenário difícil, mas, não impossível.

Composições
Desde o resultado das urnas que Progressistas e o Palácio Rio Branco articulam apoios para os próximos vinte dias. O MDB de Roberto Duarte deve vir para o lado de Socorro Neri. O PSDB de Minoru Kimpara ainda não definiu quem vai apoiar, assim como Jarbas Soster e Jamyl Asfury.

Deu Serafim
Em Sena Madureira, o resultado não foi surpreendente. Mazinho Serafim conseguiu se eleger com folga. Mesmo preso durante a manhã de domingo, não teve sua campanha prejudicada. Mazinho distribuía, segundo a Polícia Federal, santinhos pelas ruas de Sena Madureira.

Mudança de rumos
Surpresa nas eleições de Acrelândia, com vitória de Olavinho contra o atual prefeito Ederaldo Caetano. Diferença apertada mostra erros na coordenação na reta final de campanha.

No Abunã
Em Plácido de Castro deu Camilo, candidato do PSD que reforça o mapa político favorável ao Senador Sérgio Petecão.

Derrota
A maior derrota nessa eleição é para alguns institutos de pesquisas que surgiram no cenário político com resultados surreais. Um verdadeiro desserviço à democracia, uma compra de consciência, crime eleitoral dos mais absurdos. Resta saber até quando o congresso brasileiro vai aceitar esse tipo de atividade no país.

Lentidão
A lentidão no sistema do Tribunal Superior Eleitoral foi histórica, nunca antes vista. Um ingrediente a mais para os testes de cardíacos que vimos nesse pleito. O TSE recebe novos projetos de votação e mudanças devem ocorrer nos próximos anos. O estudo visa baixar os custos de campanha que ultrapassa os R$ 700 milhões a cada dois anos.

Voto a voto
Em Senador Guiomard, a disputa entre Rosana Gomes e Gilson da Funerária, diferente do que foi publicado em uma pesquisa 24 antes do pleito, foi voto a voto. Com pouco mais de 400 votos de diferença pró-Rosana, o grupo ganhou as eleições no dia.

Padeiro
No Bujari, o velho Padeiro ganhou as eleições com folga, parece que não tinha adversário. Andando em um carro de som, essa foi uma eleição marcada pelo voto na experiência marcado pelo radicalismo ao PT. Romualdo não conseguiu tirar o emblema de comunista de sua cara.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up