Rio Branco, Acre,


TRE não permite que filha substitua mãe às vésperas de eleições em Mâncio Lima 

A defesa do partido alega que vai recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

As eleições em Mâncio Lima estão indefinidas. Isso porque, nesta quinta-feira (12), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) indeferiu, por 5 votos a 1, o pedido do Partido Progressista para substituir o nome de Wilsilene Siqueira pelo de sua filha, Caissa Siqueira, como candidata a prefeita de Mâncio Lima.

De acordo com o noticiado, Wilsilene não pode ser candidata na cidade por ser cunhada do atual prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima (PT). No entanto, seu nome aparecerá nas urnas, mas, os votos vão para a filha da candidata.

PUBLICIDADE

A defesa do partido alega que vai recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que Caissa Siqueira possa concorrer as eleições no domingo (15).

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up