Rio Branco, Acre,


Aumento nos salários do prefeito, vice e secretários de Sena é retirado de pauta

Prefeito reeleito Mazinho Serafim recuou após repercussão negativa do projeto de lei

O prefeito reeleito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), recuou nesta quarta-feira (30) da tentativa de aumentar o próprio salário para R$ 18 mil. Em um programa de rádio, o gestor e o presidente da Câmara de Vereadores Alípio Gomes (MDB) afirmaram não ser este o momento adequado para o presente de Natal, que abarcaria ainda o vice-prefeito e os secretários.

A proposta é que o salário do prefeito aumentasse de R$ 14 mil para R$ 18 mil, do vice-prefeito de R$ 9 mil para R$ 12 mil, dos secretários de R$ 5 mil para R$ 8 mil e dos secretários adjuntos de R$ 2,5 mil para R$ 4 mil.

O reajuste só seria implementado após aprovação do projeto de lei pelos vereadores da cidade. A tentativa repercutiu negativamente no município. A servidora pública e moradora de Sena Madureira Silvana Ribeiro, por exemplo, chegou a apresentar denúncia ao Ministério Público pedindo a imediata intervenção do órgão, que não teve tempo de se pronunciar.

“Diante do atual cenário que passa esta nação, solicito que seja averiguado a legalidade e moralidade desse projeto, tendo em vista que há legislação vigente impedindo o aumento salarial de servidores públicos e aumento de despesas públicas”, afirmou Ribeiro.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up