Rio Branco, Acre,


Em clima natalino, Beth Passos traz cliques e mais na coluna da semana; confira

A lindeza aliada a pureza da minha afilhada Sofia abrindo a coluna de hoje já desejando um feliz natal a todos

E-mail: [email protected] 

Instagram: @beth_news_
Facebook: Beth News 

A lindeza aliada à pureza da minha afilhada Sofia abrindo a coluna de hoje já desejando um feliz Natal a todos.

Ana Alice Correia gravidíssima do terceiro rebento no aniversário do atual caçula Pablo e a primogênita Paola.

A estilista indígena @weena_tikuna criou uma coleção de bonecas e bonecos do povo Tikuna, do Amazonas. Os bonecos foram inspirados na sua coleção de looks We’e’ena Tikuna Arte Indígena.

Quem adquirir uma boneca, já estará contribuindo com um sonho e com a cultura indígena. As peças possuem grafismo Tikuna e são feitas a mão, com tecido 100% algodão, fibra siliconada e antialérgico.

Os Tikuna configuram o mais numeroso povo indígena na Amazônia brasileira. Com uma história marcada pela entrada violenta de seringueiros, pescadores e madeireiros na região do Rio Solimões, somente em 1990 conseguiram demarcar a maioria de suas terras. Suas artes e cultura ganharam repercussão internacional. No @weenatikunaarteindigena tem mais produtos diferenciados.

Roseana Contreira curtindo o cowboy Arthur em sua festa de aniversário na vibe da pandemia, ou seja, sem convidados.

A educadora Rosicleia Amoedo festando com a filha Patrícia em Campo Grande.

Ana Sotero escolheu seu cachorro Nero para a tradicional foto de Natal.

E falou o grande Martinho da Vila: ”Achei ótima a iniciativa de excluir meu nome do site da Fundação Palmares. Me desvinculem daquele sujeito. Me desvinculem daquela organização, pq eu não gosto mais dela. Ela não tem mais função. Brevemente uma nova vai surgir. Temos que esquecer essa gente. Nossa bandeira brasileira foi estragada, pois virou símbolo do governo atual. Temos de retomar nossa bandeira como símbolo de todos os brasileiros”.

Lourdes Gouvêa aproveita as merecidas férias em Botucatu junto da família.

No Canadá, foi implementada a brilhante ideia de combinar lares para idosos com órfãos. O resultado ultrapassou todas as expectativas.

Os idosos encontraram netos amorosos, e os órfãos pela primeira vez sentiram o que era amor e cuidado paternal. Os médicos observaram uma melhoria em todas as funções vitais nos idosos. A olhos vistos, despertam um grande interesse na vida.

Crianças que primeiro rejeitaram seus abraços, tementes, inseguros e tristes, viraram crianças barulhentas e mais felizes. As crianças encontraram uma família que nunca tiveram, os idosos voltaram a sentir o calor de um lar cheio de netos. A solução perfeita para as pessoas inteligentes que entendem que as crianças precisam de um abrigo e idosos solitários de companhia para se sentirem amados e úteis.

Isabel Gomes no meio na da natureza, sem máscara e sem aglomeração.

E falou Mandela:

′′Depois de me tornar presidente, pedi a alguns membros da minha escolta para ir passear pela cidade. Após o passeio, fomos almoçar num restaurante.

Sentamo-nos num dos mais centrais, e cada um de nós pediu o que lhe apetecia. Depois de um tempo de espera, apareceu o empregado trazendo os nossos menus. Foi aí que eu percebi que na mesa que estava na nossa frente, havia um homem sozinho, a espera de ser atendido.

Quando foi servido, eu disse a um dos meus soldados: Pede aquele senhor que se junte a nós.

O soldado foi e transmitiu-lhe o meu convite. O homem levantou-se, pegou no prato e sentou-se ao meu lado.

Enquanto comia as suas mãos tremiam constantemente e não levantava a cabeça do seu prato. Quando terminamos, ele despediu-se de mim sem olhar, apertei-lhe a mão e partiu.

O soldado comentou:

Madiba, esse homem devia estar muito doente, já que as suas mãos não paravam de tremer enquanto comia.

– Não, não estava doente! A razão dos seus tremores é outra. Eles olharam para mim de forma estranha e eu expliquei-lhes:

– Aquele homem era o guarda da minha cela na prisão onde eu estava; muitas vezes, depois das torturas a que me submetiam, eu gritava e chorava pedindo um pouco de água, ele vinha, humilhava-me, ria-se de mim e em vez de me dar água, urinava na minha cabeça.

Não, ele não estava doente, estava assustado e tremia talvez porque esperava que eu, agora que sou presidente da África do Sul, o mandasse prender e lhe fizesse o mesmo que ele me fez; torturá-lo e humilhá-lo. Mas eu não sou assim, essa conduta não faz parte do meu caráter, nem da minha ética. Mentes que procuram vingança destroem estados, enquanto as que procuram a reconciliação constroem nações.”

𝗡𝗲𝗹𝘀𝗼𝗻 𝗠𝗮𝗻𝗱𝗲𝗹𝗮

Meu amor será eterno, como a minha saudade e a minha gratidão! Este Natal será menos efusivo sem vocês dois aqui. Mas haverá muita oração, família unida num só coração a implorar pela Misericórdia Divina para o mundo que chora. E a Fé, que sustenta a esperança e a resiliência, sairá fortalecida.

Parabéns ao jornalista Sílvio Martinello, que aniversariou esta semana e comemorou a data no modo Pandemia. Na foto comigo e a esposa Ivete Martinello no Prêmio Jorge Said do ano passado.

Mais um Natal, mais um ano chega ao fim, agradeço a Deus por se fazer presente na minha vida.

Não foi um ano fácil, acredito que para todos, mas aprendi muito com todos os obstáculos que apareceram. Amadureci, descobri virtudes que não sabia que tinha, sou mais forte do que imaginava, continuo a agradecer somente por Deus me conceder todas as manhãs, mais uma chance de tentar de novo.

Se não teve o ano que queria, agradeça pela vida e pela chance de recomeçar sempre. FELIZ NATAL!!!

On Line 

*Dia 18, a Prefeitura de Rio Branco reinaugurou o museu ao ar livre Seringal Urbano Parque Capitão Ciríaco. Para enriquecer com arte o parque, foi feito um mosaico pelo artista César Farias que retrata com alguns desenhos a fauna, a flora e o cotidiano dos seringais e da cidade.

O Seringal Urbano Parque Capitão Ciríaco, inaugurou as salas museus para visitação: Sala Teixeirinha do Acre, Sala Memória Rio Branco Seringal, Capela Nossa Senhora da Seringueira, Redário da Leitura, Casa do Seringueiro e Defumador, Galeria Livre de Arte e Ciência e o Centro de Convivência e Cultura Arte de Ser.

*A terceira edição do Prêmio Jorge Said de Comunicação, no auditório do Centro Universitário Uninorte. Com transmissão on line nos canais da Prefeitura de Rio Branco e pelo portal ContilNet, a solenidade foi presidida pela prefeita Socorro Neri, que homenageou in memoriam os jornalistas Val Sales, Naylor George, Giovanni Accioly, Ivan Claudio e Tião Vitor.

A premiação foi criada pela prefeita Socorro Neri para premiar as melhores reportagens produzidas e veiculadas com abordagens de temas relacionados às políticas públicas desenvolvidas no âmbito do Município em diversas áreas. Em 2020, porém, em função da pandemia, a edição foi especial, sem premiações e dedicada a lembrar a trajetória e reconhecer as contribuições desses inesquecíveis jornalistas à comunicação no Acre.

*A atriz Nicette Bruno ficou dez meses isolada. Recebeu a visita de um parente que não sabia que estava infectado pela covid-19. Nicette morreu esta semana.

Quantas histórias assim ouviremos depois das festas de fim de ano? Cuide de você e de quem ama. A vacina vai chegar. Segura a segunda onda!

*Se eu fosse o Papa Francisco, cancelava o Natal. Tipo, pare de bater perna na rua para comprar presentes, esqueça essa tradição que no fundo não diz nada sobre a data. Fique em casa com seu pinheiro e toda simbologia natalina, mas fique! Olhe para os céus e veja a Estrela de Belém que reaparece depois de 800 anos, no dia 21. Um sinal, quem sabe, de esperança para esses tempos obscuros. Sinta a poesia deste momento e agradeça por sua saúde. Reflita! Cuide-se! Escolha a vida!

*Nesse momento de incertezas e despedidas, podemos escolher entre o desespero e a esperança ou a depressão e a resiliência. A escolha é de cada um. Deixar-se sufocar pela angústia ou respirar fundo.

Escolhi viver esse momento de exílio involuntário, em paz. E desejo que a paz esteja com todos os meus amigos, irmãs, meu filho, nora, cunhada, meus sobrinhos e afilhados e minha mãezinha.

Feliz Natal 

Neste Natal desejo que encontremos Jesus no coração. 

É hora de sonhar de novo 

Assumir um compromisso de vida com a Vida 

Seguir o caminho da Paz 

Acalma a alma para escutar o Amor … 

Vamos rezar a paz, a esperança, o amor, o perdão 

É preciso a esperança do milagre. 

Precisamos encontrar o nosso caminho que a estrela guia nos ajude podemos transformar. 

Vamos abrir o maior presente que recebemos e dar um presente ao nosso coração: 

Que esse espírito de fraternidade permaneça em cada um de nós para que possamos acolher sempre o nosso irmão. 

Beth Passos 

Jornalista 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up