Rio Branco, Acre,


Fazendas acreanas são assaltadas frequentemente por quadrilhas organizadas

Os produtores se organizaram, e encaminharam um projeto de lei para a Assembleia Legislativa

De acordo com a Federação da Agricultura e Pecuária do Acre, cerca de trezentas cabeças de gado são roubadas, semanalmente, de fazendas acreanas, especialmente, nos municípios de Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari, Acrelândia e Plácido de Castro. Segundo as denúncias, essas ações criminosas ocorrem, em média, cinco vezes ao dia.

Em decorrência disso, cerca de duzentos produtores rurais estão pedindo ajuda ao governo do estado para tentar frear a ação das quadrilhas organizadas que estão atacando as propriedades rurais, levando gado, equipamentos, máquinas, veículos e deixando um rastro de violência por onde passam.

“Os ladrões amarraram o funcionário da fazenda e só saíram quando tiraram tudo. A gente não sabe mais o que fazer. Vários vizinhos já foram vítimas também. Pagamos nossos impostos e na hora que precisamos do estado ele não ajuda”, contou um produtor, vítima da quadrilha, que teve prejuízo de R$ 50 mil em um assalto.

A polícia não tem dado conta de frear as ações criminosas. As suspeitas indicam que os animais furtados são abatidos no campo e a carne vendida em açougues, sem a fiscalização sanitária. Outra linha de investigação é que parte desse gado está sendo levado para terras bolivianas.

Os produtores se organizaram, e encaminharam um projeto de lei para a Assembleia Legislativa; cuja proposta é a criação de um Pelotão Rural. Pelo projeto, o estado ficará responsável por patrulhar as áreas rurais e a instalar uma delegacia especial que possa receber denúncias dessa natureza.

Embora o projeto ainda não tenha sido apreciado pela Assembleia Legislativa, os fazendeiros esperam que medidas urgentes possam ser adotadas pelo estado para coibir as ações criminosas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up