Rio Branco, Acre,


Governo estuda pagar até R$ 1.000 a beneficiários do Bolsa Família

A ideia é conceder o microcrédito junto com cursos de capacitação, aos moldes de um programa já existente

O governo federal está avaliando criar um programa de microcrédito para quem recebe o Bolsa Família, programa que auxilia famílias em extrema probreza. Com o programa, seriam liberados empréstimos de R$ 500 até R$ 1.000. As informações foram publicadas pelo portal Uol.

Com o eminente fim do auxílio emergencial, o governo tem estudado outras medidas para apoiar a população mais vulnerável, como auxílio-creche de R$ 52 por mês e prêmios de até R$ 1.000 a bons alunos.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, já declarou que pretende transformar o app ‘Caixa Tem’ em um banco digital e fazer uma oferta inicial de ações. E, entre os produtos que ele quer oferecer aos correntistas, está o microcrédito, com empréstimos de até R$ 1.000 para as pessoas que se encaixarem no perfil.

O programa, apesar de ainda não ter formatação definida, já está em discussão no Congresso. A ideia não é apenas oferecer o microcrédito, pois o governo acredita que isso vai gerar apenas um consumo imediato. O programa poderá oferecer os valores em conjunto com cursos de capacitação financeira, como deseja e pretende membros que pensam o programa.

O Ministério da Cidadania já oferece aos inscritos no Cadastro Único e aos beneficiários do Bolsa Família a possibilidade de fazer cursos gratuitos de capacitação e ter acesso ao microcrédito orientado por meio do programa Progredir, que é um outro programa que visa a geração de capacitação.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up