Rio Branco, Acre,


Lago do Amor ganha árvore de Natal flutuante de 15 metros de altura

Ainda estamos em fase pandêmica e a visitação precisa se dar de forma responsável, de modo a evitar aglomerações

Como cereja no bolo, a árvore de Natal que flutua sobre o Lago do Amor, em Rio Branco, era o adereço que faltava pra completar a decoração natalina, elaborada pelo governo do Acre neste fim de ano.

Com 15 metros de altura e mais de 1,2 metro de fios de led, a árvore foi montada esta semana por profissionais contratados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra). A decoração só foi possível com a montagem de uma base de sustentação móvel, que garante a movimentação flutuante de um do símbolos mais populares das celebrações natalinas.

“Este ano mantivemos a ideia de inserir uma árvore de Natal flutuante no Lago do Amor, que é um dos pontos mais visitados da cidade. Queremos deixar uma mensagem de esperança, paz e agradecimento a toda a população da cidade, observou Karla Alessandra Carriço, engenheira e diretora técnica da Seinfra.

Outro objetivo que o governo vem conquistando com a decoração de Natal é a geração de emprego e renda. Mais de cem postos de trabalho foram gerados durante o período de montagem dos enfeites. Ainda, depois de prontos, beneficiam os vendedores ambulantes, que, com a visitação, garantem a venda de seus produtos, fazendo a economia girar.

É importante lembrar que a sociedade brasileira ainda  atravessa a fase pandêmica e a visitação precisa se dar de forma responsável, de modo a evitar aglomerações. Para isso, o governo distribuiu, na capital, a decoração em 12 pontos que a população pode visitar e apreciar.

Locais:

– Ponte Metálica
– Passarela Joaquim Macedo
– Palácio de Rio Branco
– Gameleira
– Via Chico Mendes
– Praça da Revolução
– Praça do Palácio
– Parque da Maternidade
– Estrada da Sobral
– Mercado Velho
– Lago do Amor
– Shopping Popular

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up