Rio Branco, Acre,


Motorista há 20 anos faz apelo por aprovação do subsídio: “Passando necessidade”

Eles querem que os vereadores aprovem a proposta enviada pela prefeitura para subsídio às empresas

A paralisação organizada pelos motoristas de ônibus em Rio Branco já se aproxima das 48 horas e, nesta terça-feira (15), os manifestantes decidiram ocupar a frente da Câmara Municipal de Rio Branco.

Enquanto Antônio Morais (PSB) dirigia a sessão do dia, os motoristas aguardavam acampanados um encontro com o presidente da Casa do Povo.

A categoria pede o fim do atraso de três meses de salário. A Prefeitura de Rio Branco enviou uma proposta para o legislativo, autorizando o envio do subsídio de R$ 2,4 milhões para sanar a dívida das empresas com os profissionais, mas foi rejeitada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Francisco Gomes, de 53 anos, disse que está passando necessidade em casa/Foto: ContilNet

Na ocasião, o motorista de 53 anos, Francisco Gomes, que trabalha conduzindo transportes há 20 anos, disse que já está “passando necessidade em casa”.

“Eu estou com talões de luz atrasados, sem poder pagar as minhas dívidas e atender o desejo dos meus filhos de comer pelo menos um biscoito. Queremos que a Câmara aprove esse subsídio, porque precisamos viver, sustentar nossas famílias”, disse o condutor.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up