Rio Branco, Acre,


Três prefeituras são alvos de operação que investiga fraude na compra de teste da Covid em RO

São cumpridos 15 mandados de busca e apreensão na residência dos investigados. Operação é da Polícia Civil e TCE-RO

A Polícia Civil e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) deflagraram uma operação nesta quarta-feira (16) para combater fraudes na compra de testes da Covid-19 em três prefeituras, entre elas a de Candeias do Jamari.

As outras cidades alvos da operação Aleteia são Campo Novo e Mirante da Serra. Ao todo, são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão na residência dos investigados.

O que se sabe até agora:

Empresas participavam de contratações diretas com municípios do interior;

Essas corporações forneciam testes rápidos para detecção da Covid, mas fraudavam o processo, como a burla de licitação;

Os crimes tinham conluio de empresários com os chefes dos poderes;

O prefeito de Candeias do Jamari e servidores são suspeitos de comprarem testes de forma direta, sem licitação;

A compra dos testes fraudados em Candeias custou R$ 1 milhão;

Existe a suspeita de superfaturamento em outras contratações diretas realizadas em Candeias;

Os 15 mandados de buscas e apreensão foram autorizados pelo Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. A justiça também decidiu pelo afastamento de funções e cargos, além de indisponibilidade de bens dos investigados.

A operação Aleteia é realizada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) e TCE.

Aleteia

O nome da operação fazer referência a uma divindade da mitologia romana, e significa “personificação da verdade”. É a oposição da trapaça, do engano, a procura da verdade, superando as aparências.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up