25 C
Rio Branco
17 abril, 2021 1:06 am

A nova ‘Cracolândia’: dependentes químicos tomam conta do Centro de Rio Branco

POR JORGE BRAUN, PARA CONTILNET

O Centro da Cidade, nas proximidades da Praça da Catedral, Rádio Difusora Acreana e Fórum Barão de Rio Branco, se tornou área de alto risco para a população que transita no local, tudo por conta da instalação do Centro de Referência Especializada para a População de Rua, o Centro Pop.

O projeto, criado pela Prefeitura de Rio Branco em 2012, funcionava no Parque da Maternidade e não era muito procurado, mas com a mudança para o Centro, os atendimentos aumentaram e com vários prédios abandonados nas redondezas, o cenário se tornou propício para pequenos furtos, roubos e agressões entre os usuários de drogas, além do uso de entorpecente em plena luz do dia.

Prédios sem funcionamento servem de esconderijo para eles/Foto: ContilNet

A reportagem do ContilNet esteve na manhã desta terça-feira (5) na região. Encontramos os bancos de uma pequena praça nas dependências da Rádio Difusora servindo como cama para dois moradores de rua. Alguns funcionários já foram até assaltados e temem pelas suas vida.

Segundo relato do repórter Ivan de Carvalho, no último domingo (3) houve uma briga no local e um morador de rua foi esfaqueado, dias depois ele teria morrido no Pronto Socorro de Rio Branco. No local o clima é de tensão, nós procuramos a direção do Centro POP, e fomos informados que lá são ofertados diversos atendimento como tratamento psicológico, psicossocial, auxílio para documentos, café da manhã e almoço, ou seja, todo um trabalho para mudar a situação de vida dessas pessoas.

Os funcionários do Centro Pop disseram que aguardam a nomeação do novo coordenador do espaço para tratarem metas para 2021 e enquanto isso não acontece, a população de Rio Branco pode estar sendo vítima e observando lentamente o nascer da nossa Cracolândia.