26 C
Rio Branco
21 abril, 2021 6:55 pm

Alberan Morais lança documentário neste sábado, em Rio Branco

POR ASCOM

O músico e produtor cultural Alberan Morais lança dia 30(sábado) às 19:30 horas no Theatro Hélio Melo o documentário “Alberto Loro”. A obra cinematográfica narra um pouco da história de um dos maiores músicos do Vale do Juruá, Alberto Rodrigues de Brito Filho, mais conhecido como Alberto Lôro. Falecido ano passado vítima de um câncer em estado avançado, o artista é autor de inúmeras canções que falam sobre as particularidades da cidade de Cruzeiro do Sul. O projeto conta com o financiamento da lei Aldir Blanc, Governo Federal e Estadual através da Fundação Elias Mansour (FEM). A direção da obra cinematográfica está sob a responsabilidade do cineasta Adalberto Queiroz e sua edição e artes de Enilson Amorim.

O MÚSICO

Considerado uma das vozes mais marcantes do Estado do Acre, Alberto Lôro além levar multidões para seus shows e escrever verdadeiras poesias que se transformaram em grandes sucessos no Acre e no Brasil o músico tinha uma relação bastante afetiva com as pessoas mais simples da cidade, gostava de conversar com pescadores, ribeirinhos e vendedores, sempre buscando ouvir a linguagem, os costumes e procurando entender com mais precisão seu espaço e seu tempo para com isso identificar os traços que o guiaria na inspiração de suas obras.

“Meu irmão, era um artista de uma sensibilidade poética extraordinária, suas músicas tem o cheiro das florestas de Cruzeiro do Sul, o barulho da cachoeira da Serra do Divisor e o ritmo das águas escuras do Igarapé Preto. E esta é a oportunidade que temos de contar através da sétima arte a história de um artista que deixou um legado cultural que ficará para sempre em nossa memória”. comenta emocionado Alberan Moraes, autor do projeto.

Suas principais canções são: Vale do Juruá, Cruzeiro do Sul, tortinho pro lado, colibri, rio de amores, katukina, não quero mais você, no rumo da capital, pra pescar o luar entre outras.

O DOCUMENTÁRIO

“A obra contará a história musical do artista como também destacará seu legado às futuras gerações buscando depoimentos de músicos, amigos, parentes e de pessoas simples, propondo uma dialética de melhor compreensão da vida e obra do autor. A proposta do trabalho é centralizada na manutenção da memória da história de um artista que deixou muita poesia, amor e identidade regional na sua obra sempre retratando seu lugar e valorizando suas origens”. Comenta Adalberto Queiroz, diretor do documentário.

Além deste belo trabalho, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Secretária Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer concedeu ao artista a Comenda da Ordem do Mérito Cultural Lins Sampaio. Logo em seguida, o cantor recebeu uma Moção de Condolências concedida pelo Presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul. Em Rio Branco, o Conselho Estadual de Cultura (ConCultura) aprovou a entrega da comenda da Ordem do Mérito Cultural (in memorian) ao artista que será entregue a seus familiares em breves dias. Esta comenda é considerada a maior honraria entregue para um artista pelo Governo do Acre.

Vale ressaltar que a obra também será lançada em Cruzeiro do Sul cuja data ainda será divulgada em breves dias.