Rio Branco, Acre,


Atleta profissional perde vaga de diretora após aparecer em fotos sensuais; veja

Ela desabafou sobre o ocorrido em uma postagem nas redes sociais

A ciclista belga Tara Gins revelou que perdeu uma vaga de emprego em uma equipe masculina da modalidade por causa de uma sessão de fotos que ela realizou para a Revista Playboy.

A garota de 30 anos posou para a popular revista americana no ano passado e também apareceu em um calendário de topless. Porém, após as fotos chegaram ao conhecimento dos responsáveis pela equipe, ela foi comunicado que não assumiria mais a vaga.

Gins se manifestou no Instagram sobre o fato. “Tinha um acordo verbal para me juntar a uma equipe. Eu estava realmente ansiosa por isso. É o que eu gosto de fazer. Mas agora, aparentemente, alguém criou um problema por conta de fotos de uma revista”, afirmou.

Apesar do interesse, ela considerou o ocorrido uma boa saída. “Não me importo agora que o contrato foi cancelado. É melhor assim. Não quero trabalhar com pessoas que não enxergam minhas capacidades e apenas acompanham o rebanho. No ciclismo, muito pensamento ainda é feito dentro da caixa. Isso é uma pena”, apontou.

Depois de competir profissionalmente entre 2016 e 2018, ela apareceu na Playboy e costuma postar fotos sensuais para seus 28 mil seguidores no Instagram. Em meio ao desabafo, ela contou mais sobre a demissão.

“O chefe da equipe começou a conversa dizendo que estava rompendo o compromisso que tínhamos porque um membro da equipe descobriu fotos minhas. Essa pessoa enviou as fotos em um chat em grupo para os outros membros da equipe. Aparentemente, foi um chat no qual eu não fui incluída. Alguém deve ter ameaçado o gerente que enviaria aquelas fotos para um dos patrocinadores. “Agora, elas (fotos) são muito inadequadas para trabalhar com homens. Aparentemente, uma foto é mais importante do que a capacidade ou experiência que eu tenho”, comentou.

A atleta também revela que não sabe quais fotos são essa. “Não tenho 100 por cento de certeza de quais eles estão falando. Em maio do ano passado, fiz uma sessão de fotos para a Playboy e dois meses depois fiz outra sessão de fotos para um calendário de uma empresa belga. Esses calendários são enviados apenas para os clientes da empresa, então você não pode encontrar as imagens online. Você só pode ver as imagens se trabalhar para a empresa. Esse calendário foi lançado na primeira semana de janeiro, então estou supondo que são as fotos no calendário, diz.

Como profissional, ela competiu pela Lares Cyclelive Team, porém, parou também pelo assédio que sofria. “Em todos os anos que corri, já experimentei tantas coisas negativas com líderes de equipes. Fui literalmente agredida. Certa vez, um mecânico entrou no chuveiro comigo depois de um treino. Certa vez, fui beijada por alguém da equipe e tive que empurrar essa pessoa para longe de mim. Também recebi comentários muito inadequados sobre como eu estava, sobre meu peso. Agora que parei de correr e quero fazer minhas próprias coisas, ter oportunidades”, concluiu.

Veja algumas fotos:

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up