Rio Branco, Acre,


Criança de 10 anos é estuprada pelo padrasto e engravida de gêmeos

Uma menina, de 10 anos, engravidou de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto

Uma menina, de 10 anos, engravidou de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto em Governador Valadares (MG).

A Polícia Civil de Minas Gerais abriu nesta quarta-feira (20) um inquérito para investigar o crime. A mãe da criança, de 28 anos, também está grávida do suspeito, que era companheiro dela. As informações são do jornal O Tempo.

De acordo com a polícia, a menina está com 14 semanas e a mãe com 23 semanas. As duas foram ao hospital da cidade para decidir se a gestão da menina será interrompida.

Segundo as investigações, a menina era abusada desde os 6 anos e o homem também a obrigava a fazer sexo oral nele.

Conforme o depoimento da mãe à polícia, ela descobriu que a filha estava sendo estuprada após estranhar o atraso da menstruação da menina e levá-la ao hospital na terça-feira (19).

Na unidade de saúde, os médicos descobriram que ela estava grávida e a menina contou que o padrasto tinha feito isso com ela.

Padrasto confessou o crime

No mesmo dia, a mãe foi questionar o homem sobre o ocorrido e foi agredida por ele. “A mãe foi para casa e foi para cima do padrasto, agrediu ele, xingou e ficou revoltada.

O suspeito se defendeu das agressões e também agrediu a mulher com empurrões. Ela ficou com marcas do crime”, afirmou a delegada Adelina Xavier Santos ao jornal O Tempo.

Segundo a mãe, o padrasto da menina confessou os crimes. O casal estava junto há cinco anos.

A mulher tem quatro filhos, sendo dois do suspeito e dois de um relacionamento anterior. A polícia irá investigar se as outras crianças também foram molestadas.

“A mãe disse que nunca desconfiou de nada e que o ex-companheiro sempre foi um pai muito presente. O homem não tem ficha criminal. A menina de 10 anos é a mais velha dos filhos”, explicou Adeliana.

Após a denúncia do caso na terça-feira (19), a polícia procurou o suspeito, mas ele havia fugido.

Nesta quarta-feira, o homem ligou para a mãe dizendo que estava em Conselheiro Pena, mas que pretendia sumir com medo de ser agredido ou morto.

De acordo com a delegada, a polícia vai pedir a prisão dele e solicitar que o Conselho Tutelar da cidade acompanhe a família. A criança também já passou por exames no Instituto Médico Legal (IML).

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up