Rio Branco, Acre,


Em período crítico da dengue, única piscina olímpica do Acre vira criadouro de larvas

Com medida de 50 metros, ela é a única com medidas olímpicas no Acre, construída em 2005

Em período sazonal da dengue, em que o número de casos preocupa tanto quanto a incidência de diagnósticos de coronavírus, a piscina da Escola Armando Nogueira, em Rio Branco, virou criadouro de larvas do Aedes Aegypti.

Abandonado e com água lodosa, o espaço ganhou destaque em uma das páginas de memes do estado, o Desacreditados.

No perfil, a piscina foi chamada de novo Parque da Maternidade.

Com medida de 50 metros, ela é a única com medidas olímpicas no Acre, construída em 2005.

O perfil do governador Gladson Cameli foi marcado na postagem. Nos comentários, internautas lamentaram e outros ironizaram. “Um desperdício”, comentou um deles. “O Aedes que lute”, disse outro.

Nossa reportagem tentou entrar em contato com a assessoria do Corpo de Bombeiros, para obter esclarecimentos sobre o assunto, mas não obteve resultados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up