Rio Branco, Acre,


Empresário diz que toque de recolher deve deixar centenas de acreanos desempregados

Bernardo pediu que o prefeito Tião Bocalom (Progressistas) intervenha na situação

O empresário Bernardo Rabelo usou as redes sociais nesta segunda-feira (25) para fazer duras críticas ao chamado ‘toque de recolher’ decretado pelo governador Gladson Cameli, em edição extra no Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com ele, o decreto de Cameli foi feito exclusivamente para prejudicar os trabalhadores noturnos. Além disso, Rabelo destacou que as recentes filas para saques do auxílio emergencial, causam mais aglomerações que os estabelecimentos noturnos.

SAIBA MAIS: ‘Toque de recolher’ entre em vigor nesta segunda; saiba o que pode funcionar

Rabelo contou que os donos de bares, restaurantes e promotores de eventos não são negacionistas em relação ao momento de pandemia da covid-19 e também não querem o mau da população, mas querem o mesmo tratamento que o restante dos setores da sociedade. “O toque de recolher de 30 dias é o suficiente para desempregar mais centenas ou milhares de pais de família”, declarou.

Por fim, Bernardo pediu que o prefeito Tião Bocalom (Progressistas) intervenha pelos trabalhadores noturnos. “Pasta da cultura, interceda pelo setor”, concluiu.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up