24 C
Rio Branco
18 abril, 2021 9:26 pm

Gladson diz que poderá tomar ‘medidas duras’ para evitar cenário de Manaus no Acre

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Na manhã deste domingo (17), o governador Gladson Cameli fez um pronunciamento oficial para falar sobre a situação do coronavírus no Acre. O chefe do Estado falou sobre triste situação de Manaus, que vive um colapso no sistema de saúde devido o grande número de casos de covid-19.

Gladson alerta que o Estado tem se esforçado por medidas que possam conter a proliferação do coronavírus, mas a população tem um papel fundamental nesta ação. É dela o dever de cuidar-se, de cumprir os protocolos necessários como distanciamento social, higienização das mãos, uso de álcool e máscaras de proteção.

O governador diz que a vacina chegará ainda este mês, mas até lá, será necessário cumprir todos os protocolos anti-covid  e principalmente, manter o distanciamento social: “E sobretudo, evitem aglomerações. Se tiverem que sair, mantenham-se a um metro e meio das pessoas. Eu vou repetir, evitem aglomerações. Nunca foi tão importante manter o distanciamento social”, alerta.

Cameli alerta à população que até mesmo com a chegada da vacina é necessário manter cautela, já que a vacinação será feita em etapas. O chefe do executivo diz que se for necessário poderá tomar medidas duras para frear a disseminação do vírus pois é importante que o sistema de saúde não fique sobrecarregado.

“Se não for assim, teremos que tomar medidas duras. Nesse momento preciso contra com a colaboração dos acreanos”.

Até o último boletim, divulgado no sábado (16),  o Acre havia registrado 465 novos casos de infecção pelo novo coronavírus . Mais de 500 exames aguardam resultado e houve um aumento de 9,5% no total de internações. No Into, hospital de referência para covid-19, dos 48 leitos de UTI disponíveis, 32 estão ocupados. O número de mortes pela doença é de 835.