Rio Branco, Acre,


Homem de 21 anos é preso por estupro de criança de 10 anos

Segundo delegado, ele confessou autoria em interrogatório. Justiça decidiu mantê-lo preso preventivamente. Crime foi praticado duas vezes, a última ocorreu na quinta (21)

Um homem de 21 anos foi preso preventivamente nesta sexta-feira (22) por decisão da Justiça pela prática de estupro de vulnerável em Santana, na Região Metropolitana de Macapá. Ele foi preso em flagrante na quinta (21), após ter abusado sexualmente de uma criança de 10 anos depois de seduzi-la pela internet.

Um laudo produzido pela Polícia Técnico-Científica (Politec) confirmou que houve conjunção carnal recente. De acordo com o delegado Felipe Rodrigues, da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Santana, a mãe da criança procurou o órgão para denunciar o crime.

“Na delegacia, a criança relatou o que tinha acontecido, que ela tinha se encontrado com ele pela madrugada [do dia 21], que ele foi buscar ela na casa dela. Essa foi a segunda vez que ele praticou o ato libidinoso contra a criança. A primeira vez foi na semana passada”, descreveu Rodrigues.

A polícia apurou que ele mora próximo da vítima e utilizou uma rede social para se aproximar, seduzir e atrair a menina. O homem foi preso ainda na quinta-feira, enquanto caminhava em via pública. O delegado afirma que em depoimento houve confissão da prática criminosa.

“A equipe saiu em diligências e conseguiu capturá-lo numa rua próximo à casa dele. Ele confirmou que teve relações sexuais com ela. Por mais que aparentemente tenha sido consentido, ela tem 10 anos, é uma criança e ele responde por isso. Diante disso, prendemos ele por estupro de vulnerável”, disse.

A vítima foi encaminhada para atendimento hospitalar e também acompanhamento psicológico.

Apresentado para audiência de custódia, segundo a polícia, foi decretada a prisão preventiva nesta sexta-feira e em seguida foi realizado o encaminhamento dele para o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Ele já tinha passagens pela polícia por furtos.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up