Rio Branco, Acre,


Vizinhos higienizam ruas na esperança de frear contaminação por Covid-19 em Manaus

Capital amazonense enfrenta colapso na rede de saúde por falta de oxigênio em hospitais. Mais de 6,1 mil pessoas morreram com Covid no estado

Moradores do bairro Betânia, em Manaus, se reuniram na manhã deste domingo (17) para realizar a higienização de ruas em uma tentativa desesperada de conter o avanço do contágio de Covid-19. Cerca de 20 moradores da região participaram da atividade, que é realizada pela segunda vez – a primeira foi em 2020, no primeiro pico da Covid-19.

De acordo com o líder comunitário Antônio Sena, a população pretende fazer a higienização em várias ruas do bairro:

“A gente quer fazer isso em todo o bairro da Betânia, mas para isso a gente precisa de caminhões pipa e contamos com a ajuda do poder público.”

Neste domingo, os vizinhos fizeram uma força tarefa para lavar a rua Armando Barbudo e os becos Salustiano 1 e 2.

Os moradores utilizaram água, sabão em pó, cloro e água sanitária. Também distribuíram cerca de 200 frascos de álcool em gel de 350ml e 300 máscaras reutilizáveis para a comunidade.

Moradora do bairro há 34 anos, a dona de casa Maria Neide Santiago, de 54 anos, conta que perdeu dois familiares vítimas de Covid-19 e por isso resolveu ajudar a comunidade:

“É muito difícil perder alguém, muito doloroso. Eu estou ajudando a comunidade para que gente se livre logo desse vírus”.

Vizinhos reunidos para lavar ruas em Manaus — Foto: Amanda Bulcão/Rede Amazônica

Vizinhos reunidos para lavar ruas em Manaus — Foto: Amanda Bulcão/Rede Amazônica

 

Caos na saúde

O Amazonas registrou 50 mortes por Covid-19 e 2.856 novos casos confirmados nas últimas 24 horas. Com outros 30 óbitos confirmados após investigação, o total de vidas perdidas chegou a 6.123. O número de infectados desde o começo da pandemia é de 229.367.

O estado enfrenta colapso no sistema de saúde por falta de oxigênio em hospitais de Manaus, que estão lotados por conta do aumento recorde de internações por Covid. Com o caos na Saúde, pacientes começaram a ser levados a outros estados.

O fechamento do comércio não-essencial no Amazonas está prorrogado até o dia 31 de janeiro, informou o governador Wilson Lima. O decreto que proibiu as atividades por 15 dias começou a valer no dia 2 de janeiro, após determinação da Justiça. Por conta de um novo surto da Covid-19, o governo também decretou toque de recolher no Amazonas, de 19h às 6h.

Em 2020, a população do Amazonas atingiu 4.207.714 milhões de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O governo do estado informou que, na primeira fase na vacinação, 1.154.504 pessoas de grupos prioritários devem ser imunizadas. A meta é vacinar 95% (1.096.778).

Vizinhos pretendem lavar outras ruas do bairro — Foto: Amanda Bulcão/Rede Amazônica

Vizinhos pretendem lavar outras ruas do bairro — Foto: Amanda Bulcão/Rede Amazônica

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up