Rio Branco, Acre,


“Baladas são indispensáveis para o meu equilíbrio”, afirma Neymar

O jornal francês Le Parisien de hoje publicou um resumo do bate-papo do atacante brasileiro ontem à noite com os apresentadores do canal francês TF1

O jornal francês Le Parisien de hoje publicou um resumo do bate-papo do atacante brasileiro ontem à noite com os apresentadores do canal francês TF1.

No texto, com o título: “Neymar nunca poderá renunciar à balada”, o Le Parisien destaca que raramente o jogador fez tantas confidências, principalmente sobre a sua relação com Kylian Mbappé ­- o outro craque do ataque do clube francês. Ela também confessou sua tristeza depois da derrota do PSG na Liga dos Campeões e falou sobre suas contusões.

Na entrevista em português, o brasileiro até arriscou uma frase em francês, antes de admitir que o idioma é muito difícil.

O diário afirma que quando Neymar está feliz, ele não esconde esse sentimento. O brasileiro, que tem contrato com o PSG até 2022, se sente realizado em Paris. Ele garantiu que está “muito feliz agora, que a situação mudou muito”. Ele “não sabe dizer o motivo, mas se adaptou, está mais calmo e quer ficar no Paris Saint-Germain”.

O “irmão” Mbappé

O jogador de 28 anos torce para que Kylian Mbappé, o jovem atacante francês de 22 anos, continue no time. “Temos uma relação de irmãos. Sou o mais velho e gostamos muito de jogar juntos.

Quero tirar o melhor dele. Eu o chamo de Menino de Ouro porque ele realmente vale ouro, ele tem um coração enorme, também fora do campo. É incrível. Sorri, brinca, nós somos muito parecidos”, destacou o camisa 10 da seleção brasileira.

Neymar disse que como ele, todos os torcedores querem que Mbappé fique no clube e que o PSG continue a ser uma grande equipe.

O jogador mais caro da história, transferido por 222 milhões de euros do Barcelona para o Paris Saint-Germain em 2017, negocia com o clube da capital francesa a renovação do seu contrato. Até o momento, os dois lados estão otimistas com as negociações. Mbappé vive uma situação semelhante, mas o jovem campeão mundial diz que ainda está pensando em seu futuro.

Liga dos Campeões

“Nem sempre o atacante brasileiro se sentiu à vontade na França”, lembra o Le Parisien. A última decepção foi a derrota na final da Liga dos Campeões para o Bayern de Munique. Neymar confessou que chorou depois do jogo, mas prometeu que fará tudo para conquistar o prêmio no futuro. Ele mostra a mesma vontade de realizar o sonho de ser campeão do mundo com o Brasil. O brasileiro também falou sobre suas várias contusões desde 2009 e ressaltou que quase teve que parar de jogar antecipadamente em 2014, após sua lesão na vértebra nas quartas de final da Copa do Mundo.

Aniversário de 29 anos “discreto”

A entrevista foi concedida alguns dias antes do aniversário de 29 anos de Neymar, em 5 de fevereiro. Ele costuma festejar a data em grande estilo, às vezes gerando muita polêmica, e se justificou.

“A festa é uma ocasião para relaxar, para curtir. As baladas são indispensáveis para meu equilíbrio. Nunca desistirei delas”, defendeu.

Mas os torcedores parisienses, preocupados com as próximas disputas do PSG na Liga dos Campeões, devem se tranquilizar. Neste ano, em obediência ao toque de recolher em vigor na França para lutar contra a pandemia, o craque brasileiro deve se contentar com uma festa de aniversário discreta, antecipa o Le Parisien.

Ontem, apesar da vergonhosa derrota do PSG para o Lorient (o antepenúltimo do campeonato francês) por 3 a 2, o “talentoso e mágico” Neymar fez os dois gols dos parisienses, mostrando que seu melhor modo de expressão continua sendo o futebol.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up