Rio Branco, Acre,


Banco da Amazônia prorroga prazo para pagamento de dívidas do FNO

Os empresários que optarem pelo adiamento das parcelas devem manifestar interesse, até 31 de março de 2021

Diante do cenário de crise econômica, enfrentado por empresários do Acre, o Banco da Amazônia (Basa), em conformidade com instituições de apoio a empresas acrianas, definiu a prorrogação do pagamento de dívidas referentes ao Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO).

O documento, que trata da medida, foi assinado no início de fevereiro de 2021, pelo superintendente regional do Basa, José Luiz Cordeiro Cruz, o superintendente do Sebrae no Acre, Marcos Lameira, e os presidentes dos sistemas: Fecomércio, Leandro Domingos; FIEAC, José Adriano; FAEAC, Assuero Veronez; ACISA, Marcelo Moura; e Federacre, Rubenir Nogueira Guerra.

“Tivemos um ano difícil em 2020, e 2021 também não será muito diferente, com o acometimento desta pandemia. As empresas precisam de apoio e recursos para sobreviver até que retorne a normalidade. O Sebrae no Acre, em parceria com outras entidades, esta pleiteando junto aos bancos que flexibilizem seus contratos de financiamento para que as empresas possam honrar com suas dívidas e assim sobreviver a mais um ano difícil”, destacou Marcos Lameira.

As operações de crédito aptas à prorrogação dos pagamentos devem cumprir os seguintes requisitos: ser uma empresa não rural; ter sido contratada com recursos do FNO por pessoa jurídica até 31/12/2020; estar adimplente em 31/12/2020; não ser classificada como empresa de grande porte; não ser classificada como supermercado, hipermercado, setor elétrico, setor rural ou financeiro; ter previsão de início de pagamento principal e/ou encargos dentro dos próximos 6 meses à adesão.

Os empresários que optarem pelo adiamento das parcelas devem manifestar interesse, até 31 de março de 2021, no endereço eletrônico disponibilizado pelo Basa: https://prorrogacao.bancoamazonia.com.br.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up