Rio Branco, Acre,


FGTS: mais de 200 milhões tiveram o CPF vazado e golpistas sacam benefício

Os números estão sendo utilizados por golpistas para crimes como o saque indevido do FGTS

Recentemente, um total de 223 milhões de números de CPF foram colocados a venda por criminosos em um megavazamento de dados.

Os números estão sendo utilizados por golpistas para crimes como o saque indevido do FGTS.

Os fraudadores utilizam o CPF e o nome das pessoas para se cadastrarem no aplicativo Caixa Tem, informam um falso e-mail e pegam o valor contido na conta do beneficiário.

O aplicativo não pede confirmação da identidade do usuário, o que facilita para os golpistas acessarem a conta digital.

Como os golpistas sacam o dinheiro?
A Caixa Econômica Federal deposita automaticamente o dinheiro do FGTS em contas de poupança social digital, que é movimentada por meio do aplicativo Caixa Tem.

Após ser depositado, os golpistas instalam o Caixa Tem, preenchem os dados com o CPF do trabalhador e utilizam um e-mail falso para poder acessar a conta.

Após ter acesso à conta, os golpistas pagam boletos gerados em alguma carteira digital e transferem o valor.

No entanto, a vítima só descobre o golpes quando tenta se cadastrar no Caixa Tem e o sistema acusa que um cadastro já foi feito com o CPF dela.

Como se prevenir do golpe?
A Caixa Econômica Federal ressaltou que os beneficiários devem utilizar somente os canais oficiais do banco para obter informações sobre o saque.

Além de acessar os canais oficiais, também foi aconselhado que os trabalhadores não forneçam senhas ou outros dados de acesso em outros sites ou aplicativos.

Vale salientar que, a Caixa Econômica Federal não solicita senha e assinatura eletrônica numa mesma página, sendo a assinatura digitada apenas por meio da imagem do teclado virtual.

Além disso, a Caixa não envia SMS com link e só envia e-mails se o cliente autorizar.

Novo saque do FGTS de até R$1.100
Uma nova rodada do saque emergencial do FGTS tem grande expectativa de ser liberada. A medida anunciada foi uma das iniciativas adotadas pelo governo em 2020 com o objetivo de amenizar os impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19.

Ainda não uma data específica para liberação dos saques do Fundo. Caso o programa emergencial de saque funcione nos mesmos moldes de 2020, o valor liberado em 2021 será de um salário mínimo, ou seja, R$ 1.100. O valor do salário mínimo foi reajustado em 5,26%. em 2021.

O valor liberado para saques em 2020 utilizava os recursos das contas ativas (emprego atual) e inativas (empregos anteriores) dos trabalhadores.

Vale salientar que, mesmo que o cidadão possua mais que um salário mínimo em conta, o saque se limita ao valor do mínimo.

Acontece o mesmo com o trabalhador que possui menos que o mínimo em conta, ou seja, ele poderá sacar somente o que possuir até o teto de R$ 1.100.

O cenário ideal para analisar a possibilidade de liberação de saque do FGTS é o cenário atual, segundo um dos desenvolvedores da medida. O anúncio da nova rodada de saques pode acontecer ainda em janeiro.

De acordo com membros da equipe econômica do governo, há uma margem para que os recursos do FGTS sejam liberados sem que possa comprometer a sustentabilidade do Fundo de Garantia.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up