27 C
Rio Branco
10 maio, 2021 11:16 am

Fila, polícia e desinformação: idosos vão ao drive thru e saem sem ser vacinados na Capital

POR SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Dezenas de idosos ficaram sem vacinação contra a covid-19 ao procurarem o drive thru disponibilizado pela Prefeitura de Rio Branco no estacionamento do 7º BEC, na manhã desta quinta-feira (25). O motivo é que foi anunciado pelo governo do Estado que com o recebimento de mais 21 mil doses da vacina, teria início a  5ª etapa de imunização, que tem como público-alvo os idosos de 70 a 89 anos.

No entanto, a Prefeitura não divulgou os critérios e nem o início desta nova etapa e pela manhã desta quinta, muitos idosos tiveram que voltar para casa sem o imunizante. E somente por volta das 9 horas da manhã, um comunicado foi enviado à imprensa afirmando que a informação que foi passada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), é que apenas idosos acima de 74 anos serão imunizados.

Drive thru da prefeitura funciona em frente ao 7º BEC/Foto: ContilNet

“O secretário municipal de Saúde, Frank Lima, acaba de comunicar que liberou as vacinas no drive thru para idosos acima de 74 anos. Os idosos acima de 74 anos acamados podem entrar em contato pelo telefone 3216-2400, com RG ou CPF ou cartão do SUS”, informou a assessoria de imprensa.

Segundo a servidora Maria Eduarda, a falta de informação é prejudicial. “A gente vem com esperança e volta com o mesmo medo de perder um ente querido”, reclamou.

Somente idosos a partir de 74 anos estavam sendo vacinados/Foto: ContilNet

Ainda de acordo com a assessoria da Secretaria de Saúde da capital, a partir desta quinta devem ser disponibilizadas 1.248 doses da Coronavac que seriam usadas para o grupo prioritário de 90 a 85, mas que não foram aplicadas por falta de público.

“O Frank flexibilizou devido que não houve procura para usar na vacinação de idosos acima de 74 anos. Assim que a nova remessa chegar, vamos baixar para pessoas acima de 70 anos”, explicou.

Filas, polícia e confusão

Segundo denuncias que chegaram ao ContilNet, muitas pessoas enfrentaram fila desde cedo para serem imunizadas. Os carros formavam filas quilométricas pela Nações Unidas.

Segundo o vereador Emerson Jarude, a situação virou caso de polícia.

Segundo a assessoria de imprensa, não houve presença da polícia no local.