27 C
Rio Branco
11 abril, 2021 7:43 pm

Gladson diz que ainda não tem data para convocar cadastro de reserva da Polícia Civil

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

“Não posso comprometer a folha de pagamento do Estado, no momento”, disse o governador Gladson Cameli, nesta sexta-feira (26), sobre o pedido de contratação por parte dos concursados do cadastro de reserva da Polícia Civil, que aguardavam do lado de fora do Palácio Rio Branco um pronunciamento do chefe do executivo.

O grupo se reuniu em frente ao órgão, em forma de protesto, no mesmo momento em que o Gladson assinava a convocação de 325 policiais militares, do certame feito também em 2017.

SAIBA MAIS: Enquanto Gladson convoca PMs, cadastro de reserva da PC protesta por contratação

Cameli considerou justa a manifestação dos que se submeteram ao concurso da Polícia Civil e considerou que essa também é uma das suas promessas de campanha, mas disse que o Acre enfrenta atualmente uma crise econômica considerável e um estado de calamidade que demanda destinações específicas de recursos – o que não permite a contratação de todos de uma só vez.

“É legítima a manifestação que estão fazendo, mas eu preciso que entendam que não posso contratar todo mundo de uma vez. Além da crise de Saúde que estamos enfrentando e da calamidade pública em pelo menos 10 municípios do Acre, temos que obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e o que dizem os órgãos de controle”, destacou.

“Eu não posso comprometer a folha de pagamento do Estado, no momento, mesmo querendo contratar, dar aos funcionários públicos o devido reconhecimento. Ainda não tenho data para a convocação dos aprovados na Polícia Civil, mas estamos estudando o melhor momento para isso”, continuou.

Ao todo, são 424 candidatos ao cargo de agente civil, 33 ao cargo de escrivão, 60 candidatos ao cargo de perito e 65 ao cargo de delegado.

O governador explicou ao final que não quer ser apenas o gestor que convoca, mas que também realiza concursos.

Foto: ContilNet