Rio Branco, Acre,


Influencers driblam crise vendendo conteúdo pornô: ‘Faço R$ 80 mil ao mês’

Carol Machado e Amanda Souza vendem conteúdo adulto na pandemia e contam a experiência

Amanda Souza, 22 anos, esperava alavancar a carreira de modelo após ser musa do Carnaval em SP em 2020. Ela já tinha acertado trabalhos quando, em março, veio a pandemia, e se viu com dificuldade para pagar o aluguel. A modelo recorreu à venda de conteúdo adulto na web e hoje faz R$ 80 mil por mês.

Amanda Souza 2 - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza
Imagem: Arquivo Pessoal/ Amanda Souza

Amanda faz parte do grupo de influenciadoras digitais que recorreram, durante a crise causada pelo novo coronavírus, à produção de fotos e vídeos eróticos para vender aos fãs.

Com uma base de admiradores prévia nas redes sociais, elas miraram nesse público e ainda o ampliaram.

Amanda Souza 3 - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza
Imagem: Arquivo Pessoal/ Amanda Souza

Musa do Carnaval

Amanda desfilou como musa da escola de samba Colorado do Brás no Carnaval em São Paulo em 2020. Vinda do interior do Espírito Santo, ela foi à capital paulista procurar oportunidades como modelo.

A pandemia travou tudo, mas serviu para me reinventar. As pessoas estão em casa, no celular e no computador. Hoje, minha renda é 100% da venda de conteúdo adulto na internet.
Amanda Souza
Amanda Souza 4 - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza
Imagem: Arquivo Pessoal/ Amanda Souza

Amanda vende fotos e vídeos explícitos na plataforma Close Friends, do Instagram. Ela adotou uma rotina para gravação de conteúdo e leva o trabalho a sério.

Além de sensualizar em frente às câmeras, oferece serviço de coach, por meio de chamadas, aconselhando homens, mulheres e casais sobre sexo.

Amanda Souza 1 - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza - Arquivo Pessoal/ Amanda Souza
Imagem: Arquivo Pessoal/ Amanda Souza

Amanda, que contou com a ajuda financeira do pai, que é pedreiro, para perseguir seus sonhos em São Paulo, estuda sexologia para agregar valor ao trabalho.

Tudo acaba. O corpo acaba, e a pandemia vai acabar. Mas ela mudou a vida da minha família em 101%, e hoje tenho um poder financeiro que nunca imaginei. Quero aproveitar essa fase.
Amanda Souza

Carol Machado

Assim como Amanda, a modelo e influencer Carol Machado se viu em dificuldades com o início da pandemia. As parcerias comerciais e os convites para eventos desapareceram.

Carol Machado 1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Eu estava desesperada porque não tinha mais como me manter com o que estava no banco. Os cartões iam vencer. A venda de conteúdo adulto foi uma luz.
Carol Machado

Carol admite que começou a vender fotos e vídeos por necessidade, tanto no site de shows eróticos Camera Hot quanto no Close Friends, mas logo descobriu na atividade uma vocação.

Eu já publicava fotos sensuais nas redes, gratuitamente. Quando veio a oportunidade de ganhar dinheiro, eu já tinha um público que gostava da minha sensualidade.
Carol Machado
Carol Machado 2 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Carol, que já era conhecida em sua cidade, Curitiba (PR), pelo trabalho de modelo, diz que tinha receio de divulgar o conteúdo erótico pois poderia ser reconhecida nas ruas.

Depois de quase um ano em quarentena, porém, hoje ela se diz mais tranquila com a possibilidade.

Carol Machado 3 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Quem vê de fora acha que é vida fácil, mas não é. Fico horas gravando e considero o trabalho uma arte. Tenho de investir em lingeries, material e equipe, pois não trabalho sozinha.
Carol Machado

Seu conteúdo, a princípio, era apenas sensual, mas hoje ela posta nudez e conteúdos mais picantes. A modelo ganha até R$ 20 mil por mês e pretende triplicar o valor nos próximos meses.

Kelly Oliveira

Kelly, 23 anos, irmã de Juliana Caetano, vocalista do Bonde do Forró, é fotógrafa e produtora de banda. Ela despertou olhares dos fãs do grupo ao aparecer em imagens com a cantora.

Joyce Kelly Oliveira 1 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Quando chegou a pandemia e os shows foram cancelados, Juliana sugeriu a ela a ideia de começar a venda de conteúdo, uma vez que ela já gostava de fazer fotos sensuais.

Na primeira semana de venda, ganhei R$ 20 mil. Hoje, tiro em média R$ 80 mil por mês. Eu e a Ju consideramos não voltar a fazer shows depois da pandemia para nos dedicarmos a isso.
Kelly Oliveira

Hoje, Kelly vende seu conteúdo, que ela descreve como pornográfico, por meio do WhatsApp. Ela publica fotos e vídeos de sexo com outras mulheres.

Joyce Kelly Oliveira 3 - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Eu acabei de fazer uma plástica. Coloquei silicone pensando no conteúdo. Isso demanda investimento e é preciso ter dedicação.
Kelly Oliveira

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up