Rio Branco, Acre,


Maior traficante de droga sintética é preso em condomínio de luxo

Polícia diz que suspeito é considerado o maior distribuidor de Rondônia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso e investigado por tráfico

Um traficante, considerado o maior distribuidor de droga sintética de Rondônia, foi preso pela Polícia Civil em um condomínio de luxo de Porto Velho na noite de sexta-feira (19). Não é a primeira vez que o suspeito identificado como Anderson Souza, de 30 anos, é investigado por tráfico.

Em 2014, o mesmo traficante foi preso pela Polícia Federal (PF) vendendo drogas em uma festa da capital, mas a atual investigação começou em outubro de 2020 e foi conduzida pelo Departamento de Narcóticos (Denarc).

De acordo com a investigação, a droga sintética geralmente era vendida por Anderson em festas, como raves. Seus potenciais clientes eram jovens de classe alta e média de Porto Velho.

Na noite da última sexta-feira, os agentes conseguiram descobrir o endereço residencial que o traficante morava, um condomínio de luxo na Avenida Mamoré.

A polícia foi ao local e prendeu o suspeito em flagrante. Também foi cumprido um mandado de busca e apreensão no imóvel.

Segundo o Denarc, no apartamento do traficante foram localizadas várias porções de droga sintética, escondidas em uma caixa de som, 15 pontos de LSD, 37 pílulas de Ecstasy, 250 gramas de drogas de MDMA (usada para fazer pílulas de Ecstacy), máquinas de cartão de créditos e dinheiro em espécie.

Ao G1, a polícia informou que cada grama de MDMA pode custar até R$ 150, enquanto o comprimido de ecstasy é vendido por R$ 100.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up