26 C
Rio Branco
21 abril, 2021 11:25 am

Sesacre desmente Sindmed mais uma vez e diz que não faltou oxigênio em Tarauacá

POR REDAÇÃO CONTILNET

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre desmentiu mais uma vez o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindimed), que por meio de sua assessoria, divulgou na tarde deste domingo (28), que o Hospital Dr. Sansão Gomes, em Tarauacá, teria ficado sem oxigênio.

A direção do hospital afirma que a unidade não possui usina de oxigênio, mas recebe carga suficiente a cada semana. “Nos últimos 4 dias, Tarauacá recebeu um volume significativo de pacientes com Covid-19, os quais ocuparam 100% de dos leitos hospitalares e passaram a fazer uso do oxigênio em alta escala”, diz nota.

Segundo a Sesacre  o hospital foi abastecido duas vezes esta semana.

Confira a nota na íntegra

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) esclarece que é inverídica a informação de que falta oxigênio no Hospital Dr. Sansão Gomes, em Tarauacá.

Em nenhum momento a direção do hospital foi procurada pelo Sindicato dos Médicos do Acre, que divulgou a informação sem confirmação, motivo pelo qual pedimos retratação pública.

De fato, a unidade não possui usina de oxigênio, mas recebe carga suficiente a cada semana, conforme cronograma de distribuição da Sesacre para os municípios.

Nos últimos 4 dias, Tarauacá recebeu um volume significativo de pacientes com Covid-19, os quais ocuparam 100% de dos leitos hospitalares e passaram a fazer uso do oxigênio em alta escala.

O hospital de Tarauacá possui controle de uso de oxigênio, sendo possível estimar a quantidade necessária para realização de pedido antecipado à Sesacre, sem qualquer prejuízo no atendimento.

Reforçamos, portanto, que a unidade não deixou de ter oxigênio para ofertar aos pacientes. A Sesacre prontamente atendeu todos os pedidos e abasteceu o hospital duas vezes, somente nesta semana.

Laura Pontes
Gerente-geral do Hospital Dr. Sansão Gomes.