Rio Branco, Acre,


UPA de Cruzeiro do Sul recebe usina de oxigênio e poderá atender pacientes com covid

Estado está buscando adaptar as principais unidades de saúde ao cronograma de ações

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), vem adotando medidas eficazes no enfrentamento à Covid-19, e para isso está buscando disponibilizar o máximo de usinas de oxigênio e adaptar as principais unidades de saúde ao cronograma de ações.

Exemplo desse trabalho contínuo é a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vale do Juruá, que na última sexta-feira, 12, recebeu uma vistoria técnica do secretário de Infraestrutura, Ítalo Medeiros, acompanhado de sua equipe para viabilizar a implantação de uma usina de gases medicinais no local.

De acordo com Ítalo Medeiros, o uso do cilindro tem dois inconvenientes: além de ser muito pesado, nele o oxigênio acaba mais rápido, e o prazo para a instalação dos gases medicinais é de 30 dias.

“Vamos adaptar a estrutura física na UPA, para que, se necessário, seja possível ali atender pacientes com Covid-19. Hoje o sistema de atendimento ao paciente é por cilindro, então vamos adaptar com rede de gazes, com a usina gerando o próprio oxigênio na unidade”, afirma o secretário.

O gerente-geral da unidade, Macson Rosas, também participou da vistoria. Ressalta que é o momento de unir forças e que a adaptação visa disponibilizar mais leitos para a internação de pacientes com Covid-19.
“O governador Gladson Cameli está concentrando esforços para que todas as unidades de saúde possam fazer sua parte, não estamos recuando, mas procurando todas as alternativas para adequar, estruturar e salvar vidas. Assim, se necessário a for, a UPA será uma retaguarda para o hospital de campanha no Vale do Juruá”, disse.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up