21 C
Rio Branco
13 maio, 2021 5:24 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Aliança vitoriosa em 2018 se desfez e caciques partem para caminhos opostos

POR RORAIMA ROCHA, DO CONTILNET

TIRO, PORRADA E BOMBA

O vice-governador e líder da oposição ao próprio governo que faz parte, Wherles Rocha (PSL), utilizou suas redes sociais para comunicar que, juntamente com sua esposa Selma, está infectado pela Covid-19. Como de costume, não deixou o lombo do titular, Gladson Cameli, passar incólume por seu discurso nas redes sociais.

DEU BRANCO

O irmão da deputada federal Mara (PSDB), com a asperidade e ironia que lhe são características, jogou a batata quente do caos sanitário no colo de Gladson, afirmou que faltou investimentos na Saúde e lembrou de aglomerações durante a campanha eleitoral de 2020 (como esta da imagem que ilustra a coluna). O vice, apoiador ferrenho do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL), só esqueceu que a maior parte da responsabilidade é do governo federal, que negou a gravidade da pandemia por diversas vezes e, agora, talvez encontre-se no seu pior momento, sem saber nem como reconstruir a imagem.

TAREFA DIFÍCIL

Se o senador Sérgio Petecão (PSD) vier mesmo a ser candidato a governador como tudo indica, a engenharia para montar sua aliança partidária será digna de um feiticeiro. Com o senador dialogando com o PT, será possível uma aproximação com a família de Wherles? Sinceramente, não duvido.

JOGO BRUTO

O ex-senador Jorge Viana (PT) não perdeu tempo e entrou na confusão. Em defesa de Petecão e Bocalom, Viana criticou Gladson dizendo que ele politizava a pandemia, e por conta da afirmação do governador de que iria demitir os indicados por Petecão. Não vou entrar nessa briga, pois é de cachorro grande, mas governo é que nem guerra, ninguém ganha batalha com inimigo infiltrado no próprio exército.

FORTALEZA

Uma coisa não podemos negar, a Frente Popular do Acre passou 20 anos no poder do estado, sem nunca fissurar no núcleo duro, somente uma ou outra ranhura que eram resolvidas de cima para baixo. Ou por bem, ou na força. Tinha comando.

ESPATIFADO

O jornalista Leandro Chaves, daqui do Portal Contilnet, lembrou dessa hegemonia e comparou com a aliança que venceu as eleições em 2018. Se desfez em pouco mais de dois anos, e os principais líderes rumam cada qual o seu caminho.

CARTAS NA MESA

Resta saber como terminará essa rinha, afinal, 2022 será a primeira eleição ao Governo sem o favoritismo do PT. As cartas estão na mesa e pelo visto os principais jogadores serão mesmo Gladson e Petecão. Os outros devem ser aqueles que entram só para se projetar para voos futuros.

CABO ELEITORAL DE LUXO

A peça chave nesse tabuleiro pode ser o senador Márcio Bittar (MDB), que não está se envolvendo no conflito e assiste de camarote a disputa. Por onde anda Bittar reafirma o apoio a Gladson Cameli, isso já está decidido. Com o poder que tem no Senado e Governo Federal, o emedebista será um apoiador de peso para a corrida pela reeleição.

VACINAÇÃO PELO GOVERNO

A decisão do governador Gladson Cameli de utilizar o aparato do Governo, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, para aplicar a vacina russa que chegará em abril, na população de Rio Branco, deveria ser vista com naturalidade. A Prefeitura não conseguiu administrar de maneira satisfatória nem mesmo a pouca quantidade que tem sob seu comando, imaginem esse volume que virá.

OPORTUNIDADE

O prefeito Tião Bocalom (Progressistas) não deve ver essa decisão do governador como uma ofensa, mas como uma oportunidade para buscar contribuir em outras áreas, como a atenção básica, que está deixando muito a desejar.

NA HUMILDADE

O vereador Francisco Piaba (DEM) é um sujeito simples, de fala mansa, mas que vem mostrando que tem vontade de trabalhar pelas pessoas mais humildes de verdade. Quem acompanha suas redes sociais percebe que ele não buscou essa eleição para ficar no conforto, mantém o contato com as comunidades, ouvindo e levando para a Câmara um pouco das angústias dos cidadãos.

BUSCANDO PARCERIAS

A prefeita Fernanda Hassem (PT), de Brasileia, não para. Se é candidata a deputada federal mesmo, só o tempo irá dizer, mas ela vem se cacifando para o pleito. Sem se incomodar com cores partidárias, a gestora vem consolidando inúmeras parcerias para o desenvolvimento do município. Nesta terça-feira, 23, firmou um convênio com o Governo do Estado, por meio do Deracre, para limpeza urbana, com foco no combate à dengue. A população agradece.

PERDEU A PACIÊNCIA

O Dr. Thor Dantas é um excelente profissional e tem se destacado em meio à pandemia do coronavírus, mas além das qualidades técnicas, é uma figura de bom humor e que transmite tranquilidade. Só que de tanto ouvir besteira nas redes socias, deve ter chegado ao limite e, indignado postou, “Cidadão sugerindo como solução construir mais leitos de UTI. Acorda, camarada! Não há mais espaço físico, equipamento, pessoas capacitadas. Não há mais nem kits de intubação no mercado! Não é preciso mais… é menos! Precisamos ter menos transmissão”. Se para nós, que não somos da área já causa náuseas observar alguns posicionamentos de palpiteiros, imaginem em quem está na linha de frente. Perfeito, Thor!