27 C
Rio Branco
11 abril, 2021 7:28 pm

Audiência pública deve, enfim, abrir a ‘caixa preta’ do transporte público da Capital

POR RORAIMA ROCHA, PARA CONTILNET

“A culpa [pelas mortes] é sua, por ser, além de incompetente, negacionista. O senhor é um pária no Brasil e um pária no mundo”. Crítica feita nesta quarta-feira, 3, pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB), ao presidente Jair Bolsonaro.

LUTO CONSTANTE

Ao abrir as redes sociais nos deparamos com um, dois, três, vários parentes, amigos, conhecidos, sendo enterrados diariamente. Estamos em luto constante, torcendo, como em uma loteria, para não acordarmos doentes no próximo dia. O Brasil se tornou o pior lugar para se viver, no momento. Somos o exemplo de como não se deve proceder durante a crise sanitária instalada há mais de um ano. A verdade é que o país se tornou um cemitério presidido por um coveiro.

VACINA PARA INTERNOS E ESTAGIÁRIOS DA SAÚDE

O papel do vereador é fiscalizar e cobrar a Prefeitura, mas também é importante reconhecer quando as reivindicações são acatadas. A vereadora Michelle Melo (PDT), na sessão desta quinta-feira, 4, agradeceu a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco por ter atendido seu pedido para que internos e estagiários da linha de frente no combate à Covid-19 fossem vacinados.

ACORDOU O NENÉM

O prefeito Tião Bocalom vem despertando até os parlamentares mais comedidos, menos incisivos na hora de cobrar a gestão municipal. O vereador Raimundo Neném (PSB) levou à Câmara o comentário das ruas, “o homem só vive viajando. Rio Branco precisa de um prefeito”.

MAIS UM CHECK-IN

Falando no prefeito, ele está viajando novamente. Em apenas um mês, Bocalom já está em sua quarta viagem para fora do Acre. Resultados concretos dessas idas e vindas até agora não conhecemos.

PROTESTO NA ZELADORIA

O protesto feito por garis e roçadores na manhã desta quinta-feira, 4, onde fecharam a entrada da Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade (SMZC) é natural. Os trabalhadores seguem com atraso no pagamento.

VERSÃO DA PREFEITURA

Conversei com o secretário Joabe Lira, que colocou a versão da prefeitura. Segundo o gestor, o atraso é por conta do falecimento do dono da empresa terceirizada responsável por estes trabalhadores. Joabe informou que já houve audiência em juízo, com a participação de representantes da empresa e dos funcionários, e que a PMRB aguarda somente os trâmites da Justiça (inventário) para poder fazer o pagamento dentro da legalidade. O secretário afirmou que sabe das dificuldades enfrentadas por estes profissionais e que é solidário, mas precisa agir conforme a lei.

RAPADURA É DOCE…

…mas não é mole administrar uma cidade do tamanho de Rio Branco. Há tantos anos lutando para enfim ocupar a cadeira. Bocalom está sentindo na pele o que é ter a imprensa, a oposição na Câmara e, principalmente, os cidadãos cobrando eficiência da Prefeitura na prestação de serviços que são de sua obrigação.

FALTA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Recebi algumas mensagens de funcionários da Saúde do Estado reclamando que boa parte da procura que chega às Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) é por conta da deficiência no atendimento na Atenção Primária, que é responsabilidade da Prefeitura de Rio Branco. Segundo eles, a falta de médicos e outros profissionais vem reduzindo a equipe e deixando o serviço abaixo da expectativa dos cidadãos, por consequência, os usuários saem dos postos de saúde e correm para as UPA’s.

VÃO ABRIR A CAIXA PRETA?

Os vereadores estão querendo fazer uma audiência pública para debater a qualidade do serviço de transporte coletivo de Rio Branco. Esse pode ser o pontapé inicial para a abertura da tal “Caixa Preta do Transporte Coletivo”. A coluna espera ansiosamente pelo posicionamento do ex-vereador João Marcos Luz (MDB). Enquanto estava no parlamento, Luz rugia como um leão, cobrando transparência da então Prefeita Socorro Neri (PSB). Agora, na gestão, tá mudo. Nem mia.

APOIO DA INDÚSTRIA

A Federação da Indústria do Acre (Fieac) tem cumprido um papel importante em meio à crise econômica ocasionada pela pandemia. O presidente da Federação, José Adriano, trabalha unindo os setores da indústria, buscando apoio dos governos Estadual e Federal, da bancada federal acreana e pensando nas pequenas empresas. Além disso, a instituição tem feito doações para apoiar o governo do Acre no auxilio prestado às famílias atingidas pela cheia dos rios.

EQUILIBRADO

Adriano tem boas relações com empresários e trabalhadores da indústria, transita bem entre grupos políticos de direita e de esquerda do Acre. Se tivesse vencido as eleições em 2018, seria um bom deputado federal. Nessas horas precisamos de pessoas de perfil equilibrado, sem radicalismos.

CORRENDO CONTRA O TEMPO

As eleições de 2022 trarão boas novidades, a cada pleito a população busca mais renovação, mas alguns deputados estaduais têm se preparado melhor para conquistar a reeleição. Não basta ser atuante no parlamento, tem que andar, permanecer em contato constante com a base e, sobretudo, torcer para não cair em um chapa fraca, sem votos para atingir o coeficiente eleitoral.

BEM POSICIONADO NO JOGO

O deputado Nicolau Júnior é um dos que estão com a faca e o queijo na mão para se reeleger. O Progressistas, seu partido, por estar no poder do Estado e das duas principais prefeituras, deve ter a chapa mais forte das eleições. Com mandato sem ranhuras, boa relação com a imprensa, intensa atuação em sua base (Juruá), e comandando a Assembleia Legislativa sendo um pacificador, tem tudo para ser reeleito como um dos mais votados.