22 C
Rio Branco
9 maio, 2021 9:40 pm

Gladson pede prioridade de agentes de segurança e professores na fila da vacina

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Um ofício assinado também pelo governador Gladson Cameli nesta terça-feira (30) pede ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a inclusão de profissionais da Secretaria de Justiça e Segurança Pública e da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes, no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra covid-19.

O documento foi assinado por todos os governadores que compõem o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal.

De acordo com o executivo, se a possibilidade for aceita pelo ministro, pelo menos 6 mil agentes de segurança e 14 mil trabalhadores da Educação entram como prioridade.

“Entendemos que os profissionais da Segurança e da Educação devem ser incluídos na prioridade das prioridades, de acordo com a disponibilidade das vacinas e das regras do PNI”, disse Gladson.

Os chefes dos Executivos amazônicos consideram que os profissionais do “Sistema de Segurança Pública vêm trabalhando diuturnamente na linha de frente do combate à Covid-19 e na garantia da segurança da população”.

A ideia de vacinar profissionais da educação se dá pela necessidade do retorno urgente às aulas presenciais.

Com Gladson Cameli, assinam o pedido o governador do Maranhão, Flávio Dino, que também é presidente do Consórcio da Amazônia Legal, Antônio Waldez Góes (Amapá) Wilson Lima (Amazonas), Mauro Mendes Ferreira (Mato Grosso), Helder Barbalho (Pará), Marcos Rocha (Rondônia), Antonio Denarium (Roraima) e Mauro Carlesse (Tocantins).