27.3 C
Rio Branco
22 junho, 2021 6:48 pm

Idoso morre enquanto aguardava na fila de vacinação contra a Covid-19

POR METRÓPOLES

Um idoso de 70 anos morreu na manhã desta quinta-feira (18/3) quando aguardava para ser vacinado contra a Covid-19, na área de vacinação montada no Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa.

A vítima morava sozinho no bairro Jardim Veneza. Era hipertenso, mas não tinha nenhum registro de outra comorbidade.

Na fila, ele contou às pessoas que estava sentindo uma dor no peito. Uma equipe do Samu foi acionada para constatar o óbito, que pode ter sido causado por infarto.

“O senhor havia chegado ao IFPB no início da manhã e foi acomodado como os demais nas cadeiras disponíveis no ambiente preparado para a campanha de imunização. Sem histórico de dor, segundo relato de pessoas no local, ele estava na fila, levantou, bateu no peito e caiu. Houve a tentativa de reanimação por 10 minutos, porém, sem sucesso. A hipótese da causa morte atestada pelo SAMU foi infarto fulminante”, diz a nota enviada pela Prefeitura de João Pessoa.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA

A Prefeitura de João Pessoa vem a público lamentar o falecimento do senhor Carlos Alberto Pereira, 70 anos, residente no bairro Jardim Veneza, que buscava a vacina no posto do Instituto Federal da Paraíba, na manhã desta quinta-feira.

Assim como ele, milhares de pessoas estão à espera das doses para a imunização contra esse vírus mortal e o nosso trabalho continua incessante para salvar vidas.

Temos consciência de que estamos travando uma batalha permanente contra o relógio e cada segundo conta nesta guerra para salvar vidas. Compartilhamos a dor de mais esta família.

Nosso compromisso com a vida nos faz seguir em frente, pois ainda existe um longo caminho a percorrer até vencermos esse inimigo que tem ceifado milhares de vidas em todo o mundo.

Estamos atuando na ampliação da rede de atendimento, vacinação e testagem para o diagnóstico eficaz e o tratamento adequado.

O senhor havia chegado ao IFPB no início da manhã e foi acomodado como os demais nas cadeiras disponíveis no ambiente preparado para a campanha de imunização.

Sem histórico de dor, segundo relato de pessoas no local, ele estava na fila, levantou, bateu no peito e caiu.

Houve a tentativa de reanimação por 10 minutos, porém, sem sucesso. A hipótese da causa morte atestada pelo SAMU foi infarto fulminante.

(Imagem: Anne Gomes/TV Tambaú)

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.