31 C
Rio Branco
16 abril, 2021 2:20 pm

Morre aos 87 anos o desembargador Ciro Facundo; “um notável ser do seu tempo”

POR REDAÇÃO CONTILNET

O desembargador aposentado Ciro Facundo, 87 anos, faleceu neste domingo (7), no hospital Santa Juliana, em Rio Branco. Ele era advogado e foi presidente do Tribunal de Justiça do Acre. A causa da morte foi devido a complicações em uma cirurgia que Facundo teria realizado na semana passada.

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) emitiu nota de pesar pelo falecimento de Ciro. “Além da vasta contribuição para o mundo jurídico como advogado e magistrado, Ciro formou vários profissionais do Direito no Acre como professor”, diz um trecho da nota assinada pelo Conselho Pleno e diretorias da OAB/AC e Caixa de Assistência dos Advogados do Acre (CAAAC).

Em uma dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Educação, da Universidade Federal do Acre, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Educação, Rafael Figueredo Pinto escreveu a trajetória intelectual e política de Ciro Facundo de Almeida, que segundo ele foi um notável ser do seu tempo, que imprimiu, por meio da sua vida e obra, importantes mudanças no âmbito jurídico-administrativo do Acre.

Veja AQUI a trajetória de Ciro Facundo

“Seja através da sua atuação direta, enquanto profissional, seja mediante o agir de pessoas que ocupam atualmente importantes espaços de poder, no estado, e que o tiveram como educador”, disse Pinto.

Ciro foi Vice-presidente e Corregedor Regional Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral, no biênio 1996-1997. No biênio 1998-2000, atuou como presidente. Ele também assumiu a presidência da Câmara Cível do TJAC, no biênio 1999/2001. A atuação como diretor da Escola do Poder Judiciário, (antiga Escola Superior da Magistratura do Acre), foi exercida pelo desembargador no biênio 2001-2002.