30 C
Rio Branco
21 abril, 2021 1:34 pm

Alunos de medicina cobram vacina e dizem que Bocalom faz politicagem com desastre

POR MARCOS DIONE, DO CONTILNET

Os estudantes do curso de medicina da Uninorte estão reivindicando a imunização contra a Covid-19. Eles alegam que os alunos que fazem o mesmo curso na Universidade Federal do Acre (UFAC) foram vacinados e eles ficaram de fora da campanha. Com isso, eles afirmam que a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco está ferindo o preceito da isonomia, que é garantido pela Constituição Federal.

Um dos estudantes que iremos identificá-lo apenas como Lucas, disse ao ContilNet neste sábado (3) que ele e os demais colegas estão sendo prejudicados. O rapaz se mostra insatisfeito com a situação e critica a forma como o prefeito Tião Bocalom (PP) tem atuado em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Somos do sexto, sétimo e oitavo período de Medicina e estamos em fase de estágio, a um ano do internato e com várias práticas atrasadas. A gente pensou que iríamos ter o mesmo direito dos alunos da Ufac, mas isso não aconteceu. O prefeito está se aproveitando desse desastre que é essa doença pra fazer politicagem”, afirmou.

Lucas diz, ainda, que fotos publicadas nas redes sociais mostram que os alunos do sétimo período da Ufac foram imunizados e que Frank Lima, secretário municipal de Saúde, teria afirmado que iria vacinar os alunos do 9° período da Uninorte mesmo sabendo que eles estão em internato e já foram vacinados.

Post no Instagram mostra alunos sendo vacinados/Foto: Reprodução

“Acreditamos que já podemos ajudar de alguma forma, se a prefeitura for inteligente coloca os acadêmicos pra ajudar a aplicar o imunizante e desafogar os funcionários de saúde. Se a cada ponto de vacinação colocar cinco acadêmicos já vai ajudar e dar mais agilidade ao processo”, conclui o jovem.

Vídeo mostra a reitora da Ufac, Guida Aquino, agradecendo pela vacinação dos alunos do curso de medicina.

Nossa reportagem tentou ouvir a versão da Secretaria Municipal de Saúde e da Prefeitura de Rio Branco, mas até a publicação não havíamos sido respondidos pelas assessorias.