23 C
Rio Branco
9 maio, 2021 6:32 pm

Bar Abençoado, que exibiu aglomeração, é de casal de delegados

A delegada aposentada Sandra Maria da Silveira é a proprietária do Bar Abençoado. Ela é casada com o delegado Paulo César Barongeno

POR METRÓPOLES

O Abençoado, bar na 105 do Sudoeste que protagonizou cenas de aglomeração no feriado dessa quarta-feira (21/4), pertence à delegada aposentada da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Sandra Maria da Silveira Barongeno.

Sandra é casada com o delegado Paulo César Barongeno, na ativa e lotado na Divisão de Operações Aéreas (DOA) da Polícia Civil.

Os estabelecimentos estão autorizados a funcionar. Mas dentro dos protocolos de saúde definidos pelo governo para evitar aglomerações e a disseminação da Covid-19.

Quem fiscaliza a aplicação da lei é uma força-tarefa das polícias Civil e Militar, em parceria com o DF Legal.

Com donos ligados à polícia, o bar do Sudoeste parece que ganhou salvo conduto. Além de abençoado, também leva fama de protegido. Precisa só combinar com o vírus, que não respeita ninguém, nem a polícia.

Confira as imagens de aglomeração no Bar Abençoado: