28 C
Rio Branco
6 maio, 2021 3:48 pm

Cultura em luto: morre a acreana Edunyra Assef após luta contra o câncer

POR REDAÇÃO CONTILNET

A cantora acreana Edunyra Assef faleceu nesta quinta-feira (29) após uma longa batalha contra o câncer. Dudu, como era conhecida entre os amigos, era uma artista que atuou fortemente na cultura do Acre.

No fim do ano passado viajou para tratamento em Fortaleza (CE) onde realizou algumas cirurgias. Desde então vinha se recuperando, mas acabou falecendo.

A ex-presidente da Fundação Elias Mansou, Karla Martins, lamentou a morte de Edunyra. “Tristeza….Dudu fará muita falta!! Que ano triste, que ano….”.

Edunyra Assef/Foto: reprodução

O ator Lenine alencar destacou a influência de Assef na cultura acreana. “responsável pela revitalização, resgate e restauração do patrimônio material de nosso estado.”, pontuou.

E continuou: “Com pesar que lamento essa nossa perda, pois Edunira com sua alegria e sorriso único trazia ao mundo mais felicidade e espontaneidade quando compartilhava suas gargalhadas em nosso meio.
Aos amigos e familiares nossas condolências e certos que agora ela brinca, canta e revitaliza as obras do universo. Siga em paz minha amiga!”, finalizou a homenagem.

Em nota, o presidente da FEM, Manoel Pedro, o Correinha, lamentou a morte de Edunyra. “foi uma das responsáveis pela primeira grande reforma da Tentamen e fez parte do festival “Boca de Mulher”, reunindo vozes femininas acreanas há mais de 20 anos”,  relembrou.

Confira na íntegra:
NOTA DE PESAR
É com imenso pesar que a Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) informa o falecimento de Edunyra Assef, ocorrido nesta quinta-feira, 29.
Dudu, como foi carinhosamente apelidada por amigos e familiares, foi uma das responsáveis pela primeira grande reforma da Tentamen e fez parte do festival “Boca de Mulher”, reunindo vozes femininas acreanas há mais de 20 anos.
Além da relação profunda com o patrimônio histórico do Estado, Edunyra trabalhou com iluminação e cenografia de diversos espetáculos. Enquanto cantora, apresentava-se em vários idiomas durante suas performances.
A FEM presta suas condolências aos familiares e amigos por essa grande perda, sobretudo para a cultura do Acre.
MANOEL PEDRO DE SOUZA GOMES
Presidente da Fundação de Cultura Elias Mansour