30 C
Rio Branco
21 abril, 2021 12:15 pm

Em nota, família comunica morte de Tião Figueiredo: “Leve a certeza do amor eterno”

POR REDAÇÃO CONTILNET

O servidor e ex-chefe da Funai no Acre, Tião Figueiredo, morreu na noite de sexta-feira (02/04), vítima de Covid-19, em Porto Velho (RO), onde esteve em tratamento. O enterro ocorreu na manhã deste sábado (03/04/21), no cemitério São João Batista, em Rio Branco. Deixa a mulher Maria Tavares, a filha Mariana e o filho Lucas.

Nascido em uma família simples no município de Tarauacá, Tião – como era conhecido Sebastião Batista de Figueiredo – veio para Rio Branco sozinho, em busca de vida melhor. Ainda muito jovem tornou-se servidor da Funai no Acre, onde começou como ajudante de serviços gerais e motorista, foi chefe de departamento e chegou a chefiar o órgão federal.

Militante histórico do MDB, gostava dos movimentos sociais, de política e das campanhas eleitorais. Foi presidente da Associação dos Moradores do Tucumã e, há alguns anos, presidia a Associação dos Servidores da  Funai no Estado. Um dos seus principais legados nesta associação foi a retomada, recuperação e melhoria da sede da entidade.

Na política, ajudou a eleger governantes e representantes do Estado. Isso ocorria sempre se identificava com as ideias e também gostava desse envolvimento com a população. Ajudava as pessoas sem alarde. Tinha a alma nobre. Mas a sua maior vitória foi a construção de uma família sólida, harmoniosa e de muito amor.

Descanse em paz, Tião, junto do Senhor e seus anjos. E leve a certeza do amor eterno da sua mulher, Mary, da sua filha Mariana, do seu filho Lucas e todos os familiares.

Ass: Família de Tião Figueiredo.