26 C
Rio Branco
17 abril, 2021 8:31 am

Gladson atenderá recomendação do MP e Comitê deve reavaliar medidas restritivas

POR NANY DAAMSCENO, DO CONTILNET

Em nota enviada à imprensa na manhã deste sábado (3), o governador Gladson Cameli afirma que vai atender a recomendação do Ministério Público do Acre e encaminhar para o Comitê de Acompanhamento Especial da COVID-19 (CAECOVID) para a devida recomendação de reavaliação do cenário da pandemia no estado.

Entenda: Após Fiocruz recomendar lockdown por 14 dias no AC, MP pede que governo avalie novas medidas

A recomendação expedida na quinta-feira (1), pede que o Governo submeta imediatamente à apreciação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, a quem incumbe normativamente auxiliar o Estado nas matérias relacionadas à pandemia, que leve em consideração critérios técnicos e científicos, a fim de discutir, deliberar e propor medidas atinentes à pandemia condizentes com os cenários ilustrados no documento, isto é, os quadros crescentes do contágio, da pressão sobre leitos clínicos e de UTI, e de óbitos.

“Frisamos que o documento do MP não impõe definir de imediato qualquer ação, qual seja “lockdown”, mas de provocar o comitê”, diz nota.

A medida é em razão do aumento de casos casos, internações clínicas em UTI e dos óbitos, bem como em razão do cenário epidemiológico relacionado aos vírus respiratórios e, também, à Covid-19.

O documento enviado pelo Ministério Público Estadual cita a recomendação da Fiocruz para que o estado adote medidas de bloqueio ou lockdown, com restrição das atividades não essenciais por cerca de 14 dias, “tempo mínimo necessário para redução significativa das taxas de transmissão e número de casos e redução das pressões sobre o sistema de saúde”, diz o documento.